Série B do Baiano: Por que tanto segredo?

0
194

A opinião de Jota Jota*

Depois de ter encerrada as inscrições no último dia 28, e ter os dez clubes inscritos na série B do Campeonato Baiano 2023, a FBF através do seu departamento competente não tornou público o nome dos clubes participantes.

As comunicações foram como de praxe enviadas diretamente aos presidentes dos clubes, deixando à margem das informações parte da imprensa e privilegiando outra, o que torna a ação um tanto desigual. A maioria de quem pode noticiar os acontecimentos, tal como nome dos participantes e até a realização do Conselho Técnico que vai acontecer na sexta-feira 10, veio da solidariedade de alguns presidentes que deram as informações.

O porquê de tanto segredo e ou preferência de informações sobre a competição, uma vez que ela é pública e de interesse de torcedores e desportistas em geral? Até às 8 da manhã quando produzia esta coluna, o site da entidade não havia postado as informações necessárias sobre a competição.

Mas o fato é que as informações fornecidas pelos presidentes de clubes a imprensa de suas cidades, de qualquer forma são OFICIOSAS, uma vez que a entidade promotora do evento continua com o apito de chamar cães… MUDO.

A imprensa tem colaborado e muito com a FBF, mostrando todos os acontecimentos com a maior lisura, tal como tem acontecido, mas esconder as informações OFICIAIS da série B, não foi uma bela decisão, sem contar que vários colegas buscaram na sede da FBF as notícias, e elas foram negadas, e sempre com as mais variadas desculpas, aquelas mesmas que explicam, mas nunca justificam.

Oficiosamente, sabe-se que o Colo Colo de Ilhéus retoma suas atividades, o mesmo acontecendo com o Leônico, clube há vários anos licenciado. Oficiosamente porque soubemos por terceiros e sem nenhum documento comprobatório das informações, uma pena.

Vamos aguardar a publicação oficial da FBF, para que o público possa ser corretamente informado sem a tradicional especulação. Embora todos os presidentes de clubes tenham por nossa parte total credibilidade, sem contestações das informações prestadas, mas a eles cabe informar sobre seus clubes, sem fazerem o papel de Assessoria de Imprensa da promotora do evento.

Mas vamos em frente, pois o futebol baiano precisa de uma repaginada total, geral e irrestrita, a Bahia perdeu sua hegemonia esportiva diante de vários outros estados, que até então se espelhavam em tudo que o futebol da Boa Terra realizava, e hoje?

Que os presidentes de clube façam valer suas vontades na realização do Conselho Técnico, pensando bem no modelo de disputa, além de terem um maior número de datas, não realizando outro certame de tiro curto e sem condições de recuperação de possíveis pontos perdidos.

#PRONTOFALEI@JOTAJOTA.

*O texto é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Agência CH.