Assalariados Rurais comemoram ganho real em Convenção Coletiva

0
274
Por Amanda Lima

A 29ª Convenção Coletiva aprovou o piso salarial no valor de R$ 1.354, com pagamento retroativo desde janeiro de 2023

Os Trabalhadores Assalariados Rurais comemoraram os resultados da última rodada de reuniões com patrões, na 29ª Convenção Coletiva (CCT), nesta quarta-feira (7). Entre os principais ganhos para a categoria estão a aprovação do piso salarial no valor de R$ 1.354, que corresponde a um reajuste de 7,12%, com o ganho real de 1,19%, levando em consideração a inflação de 5,93%. O valor terá pagamento retroativo desde janeiro. Além disso, foram aprovadas pautas sociais para combate ao racismo e respeito ao trabalho da mulher.

“Nós tivemos nessa Convenção Coletiva, muitos direitos sociais assegurados e a luta principal que nós tivemos esse ano foi pelo ganho real no reajuste salarial. Temos sim outras causas sociais em discussão, mas conquistar ganho real na mesa de negociação rompe um histórico de seis anos que nós vivenciamos sem ganho real de reajuste salarial. Então esse ano, no meu ponto de vista, essa é a principal conquista que para os trabalhadores da hortifruticultura do Vale do São Francisco”, destacou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais (STTAR) de Juazeiro, José Manoel dos Santos.

O resultado foi o fechamento de um período intenso de negociações, iniciado em janeiro deste ano. A mudança deve impactar mais de 110 mil trabalhadores e mais de 3.500 produtores no Vale do São Francisco, entre pequenos, médios e grandes produtores rurais.

“A Convenção Coletiva se estendeu por praticamente seis meses, nossa data base é de 1º de janeiro. Esse processo de negociação é natural, porque depende do amadurecimento das partes. Então, tinha cláusulas sociais e econômicas da nossa parte, da classe trabalhadora e também tinha pautas econômicas e sociais da parte empresarial, então é natural esse processo porque as partes estavam dialogando com suas bases para poder chegar em um entendimento comum”, destacou a Secretária de Administração e Finanças da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais (FETAR) Bahia, Maria Samara Souza.

Além do resultado da CCT, o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais (STTAR) de Juazeiro comemora outras conquistas para a categoria, garantidas durante o primeiro semestre do ano. É o caso do Acordo Coletivo de Trabalho 2023 dos trabalhadores canavieiros da empresa Agrovale. Além de ganho real de 1,19% no piso salarial, em outras faixas salarias também foi aplicado ganho real, que corresponde a 0,70% nos preços das toneladas da cana-de-açúcar, e 0,50% em outros salários, acima do piso da categoria.