Bahia empata com o Cuiabá e continua às portas do Z-4

0
128
Da Redação – Jota Jota / Foto: Felipe Oliveira/ECB

O Bahia foi ao Mato Grosso e acabou empatando com o Cuiabá por 1 a 1, resultado que o manteve no 15º lugar com 13 pontos, às portas do Z-4. O Cuiabá é o 13º com 16 pontos.

O time Tricolor não começou bem o primeiro tempo, permitindo que os donos da casa tomassem conta do jogo, e a letargia dos jogadores proporcionou isso com o goleiro Marcos Felipe fazendo defesas incríveis.

O Cuiabá saiu na frente com gol de pênalti anotado por Deyverson, e cometido infantilmente por Chaves que novamente esteve mal enquanto ficou em campo. Renato Paiva, insatisfeito com o desempenho do time, promoveu mudanças antes mesmo do intervalo. Desfez o esquema de três zagueiros tirando Vitor Hugo e colocando Ademir e Ryan veio no lugar de Chaves.

Na volta dos vestiários, a postura do Esquadrão foi outra, fazendo com que o Cuiabá recuasse, e o gol de empate veio depois da pressão, que ocasionou um gol contra do zagueiro Alan Emperaur. Depois do gol, o Cuiabá tentou retomar as rédeas da partida, mas o Bahia estava bem postado, e o jogo ficou fragmentado com o excesso de faltas cometidas pelas duas equipes.

O Bahia reverte a chave de competições, vai jogar na quarta-feira 12 em Porto Alegre contra o Grêmio, jogo de volta da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

Cuiabá 1×1 Bahia

Campeonato Brasileiro – 14ª rodada

Local: Arena Pantanal, em Cuiabá

Data: 08/07/2023 (sábado)

Horário: 16h 

Público: 10.149

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Tiago Augusto Kappes Diel (RS)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Gols: Deyverson  (Cuiabá) E Alan Empereur/contra – (Bahia)

Cuiabá: Walter; Matheus Alexandre, Marllon, Alan Empereur e Rikelme (Wendel); Raniele, Denilson (Fernando Sobral), Pablo Capelini e Jonathan Cafú (Emerson Ramon); Iury Castilho (Clayson) e Deyverson. Técnico: Antônio Oliveira.

Bahia: Marcos Felipe; André, Kanu, Gabriel Xavier e Chávez (Ryan); Victor Hugo (Ademir), Acevedo, Thaciano e Mugni (Rezende); Kayky (Patrick Veron) e Vinicius Mingotti (Everaldo) Técnico: Renato Paiva.