Brasil derrota Guiné com facilidade, mas o racismo continua forte nos estádios

0
386
Da Redação por Carlos Humberto / Foto: Joilson Marconne/CBF

Em amistoso carregado de ações antirracistas, a Seleção Brasileira goleou a Seleção do Guiné neste sábado por 4 a 1 no estádio Cornellà-El Prat, em Barcelona, Espanha. Os gols brasileiros foram marcados por Joelington, Rodrygo, Eder Militão e Vini Júnior, descontando Guyrassi para o Guiné.

Foi a primeira vitória do time Canarinho após a Copa do Catar e a primeira sob o comando do técnico interino Ramon Menezes, que havia perdido anteriormente para o Marrocos por 2 a 1.

Apesar da indiscutível vitória, justificada pela supremacia do time brasileiro sobre os africanos, o racismo mais uma vez se manifestou quando segurança do estádio usou uma banana para ofender brasileiro que integra o staff de Vinícius Júnior.

Na próxima terça-feira, 19, o Brasil enfrenta Senegal, em Portugal, às 16 horas.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 4 X 1 GUINÉ 

Local: Estádio Cornellà-El Prat, em Barcelona, Espanha
Data: 16 de junho de 2023, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Andris Treimanis (Letônia)
Assistentes: Haralds Gudermanis (Letônia) e Aleksejs Spasennikovs (Letônia)
Cartões amarelos: Lucas Paquetá, Casemiro (Brasil)

GOLS: Joeliton, aos 26 do 1º T, e Rodrygo, aos 29 do 1º T, Militão, a 1 do 2º T, e Vinícius Jr., aos 42 do 2º T (Brasil); Guirassy, aos 35 do 1º T (Guiné)

BRASIL: Ederson, Danilo (Vanderson), Marquinhos, Éder Militão e Ayrton Lucas; Casemiro, Joelinton (Bruno Guimarães) e Lucas Paquetá (Raphael Veiga); Rodrygo, Richarlison (Pedro) e Vinicius Jr (Rony). Técnico: Ramon Menezes (interino)

Guiné: Kone, Conte, Sow, Diakhaby e Sylla (Conté); Diawara e Moriba; Guilavogui (Sylla), Keita (Cissé) e Kamano (Diaby); Guirassy (Kanté). Técnico: Kaba Diawara