Brasil goleia Bolívia por 5 a 1 e Neymar supera Pelé na artilharia

0
419
Seleção Brasileira Eliminatórias 2023 Bolivia Foto Vitor Silva CBF

Da redação – Jota Jota

Iniciando a sua caminha nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026, e na era Fernando Diniz, o selecionado brasileiro recebeu no estádio Olímpico de Belém do Pará, o selecionado da Bolívia encerrando a 1ª rodada da competição. Jogando um futebol de tranquilidade e de toques com posse bola, o Brasil venceu o primeiro tempo por 1 a 0, com o goleiro Viscarra sendo o nome do jogo.

O time treinado por Fernando Diniz voltou arrasador na etapa final, aumentou o volume de jogo, repetindo a goleada aplicada em São Paulo em outra eliminatória 5 a 1, fazendo vibrar os poucos mais de 45 mil pagantes que proporcionaram uma arrecadação de pouco mais de 10 milhões de reais.

Os comandados de Diniz, não perdoaram a fragilidade do time boliviano, mostrando um rápido toque de bola, e deslocamentos precisos como gosta o professor nos times que treina, vide o Fluminense na atualidade. Um jogo em que Neymar no registro FIFA superou Pelé, o Rei tinha 77 gols e Ney empatado com ele como artilheiro da seleção. Com os dois gols anotados o capitão da seleção chegou aos 79 gols.

O Brasil volta a campo pela segunda rodada das eliminatórias na terça-feira 12, vai jogar em Lima contra o selecionado peruano. Com a goleada o Brasil pelos critérios de desempate é o líder das eliminatórias.

FICHA TÉCNICA

Brasil 5 x 1 Bolívia

Eliminatória para Copa do Mundo 2026

Estádio Mangueirão Belém – PA

08/09/2023 – Sexta-feira / 21h45

Árbitro: Juan G. Benítez (Paraguai)

Assist. 1: Eduardo Cardozo (Paraguai)

Assist. 2: Milcíades Saldivar (Paraguai)

Quarto árbitro: José Mendez (Paraguai)

VAR: Carlos P. Benítez (Paraguai) 

Gols: Rodrigo 2 – Rafinha – Neymar 2 (Brasil) – Abrego (Bolivia)

Brasil: Enderson; Danilo, Marquinhos, Gabriel Magalhães (Ibañez) e Renan Lodi (Caio Henrique); Casemiro, Bruno Guimarães (Joelinton) e Neymar; Rafinha, Richarlyson (Matheus Cunha) e Rodrigo (Gabriel Jesus). Tec. Fernando Diniz.

Bolívia: Viscarra; Quiinteros, Jusino, Marcelo Suares e Bejarano (Hector Cuéllar); Villamil, Cespides (Ursino), Medina e Arrascaita (Jaume Cuéllar); Roberto Fernandez (Carlos Roca) e Marcelo Moreno (Abrego). Tec. Gustavo Costas.