Cancão bate Sergipe e larga a lanterna

0
89
Por Tony Martins – Foto: Agência CH

Foi difícil, mas, a Juazeirense conseguiu sua primeira vitória na Série D do Campeonato Brasileiro. A partida que aconteceu na tarde de sábado (08/06/2024) no Adauto Moraes mostrou superioridade do Cancão de Fogo sobre o Sergipe, por isso venceu por um a zero. Esse triunfo mantém o representante baiano vivo na competição, contudo, em situação difícil, pois, ocupa a sétima posição no Grupo A4.

Primeiro tempo de domínio pleno e nada de gol

A Juazeirense dominou plenamente o primeiro tempo com jogadas rápidas de dribles e passes. Mas, nada de gol.

A Juazeirense poderia ter feito seu gol em três oportunidades: aos 13 minutos com Pedro Henrique, esse mesmo jogador entrou livre na área e chutou na trave, isso aos 43 e aos 52 ele driblou o zagueiro Maílson na ponta esquerda e cruzou, porém, Clebson chegou atrasado e não concluiu a jogada.

Cancão tomou conta do jogo no segundo tempo

A Juazeirense foi muito superior ao Sergipe no segundo tempo, visto que, do começo ao fim, envolveu o adversário, exercendo pressão constante no sistema ofensivo, sem permitir que o adversário se aproximasse de sua meta.

Logo no início dessa etapa Bino chutou forte da entrada da área no alto, só que o goleiro Igor Leonardo praticou excelente defesa, colocando a bola para escanteio.

Aos 17 minutos Bino quase marca, cabeceando a bola que bateu na trave. O time da casa dominava o jogo, porém, o nervosismo impedia que os jogadores tivessem tranquilidade no momento de concluir as jogadas, causando uma angústia aos torcedores. Mas, aos 29 minutos, numa jogada ensaiada, Clebson cobrou uma falta da intermediária, tocando a bola para Alexsandro, este deu um leve passe para Welisson que chutou no canto direito do goleiro, fazendo o gol da vitória da Juazeirense.

Depois do gol da Juazeirense, o treinador João Carlos Ângelo fez quatro modificações (já havia colocado Ian Augusto no lugar de Guilherme).  Ele colocou Romarinho, Junior Santos, Waguinho e Junior Cesar nos lugares de   Elivelton, Bino, Clebson e Alexsandro, respectivamente. Tais modificações não modificaram o panorama da partida, sendo que a Juazeirense ainda teve a última chance de fazer gol aos 41 minutos finais com Ian Augusto que chutou para fora, depois de uma tabela com Pedro Henrique.

Os destaques

O primeiro destaque do jogo foi o treinador João Carlos Ângelo pelo fato de estabelecer um uma forma de jogo mais competitivo que permite um equilíbrio da equipe.

Sistema defensivo

Sob o comando de João Carlos Ângelo, a Juazeirense realizou três jogos e sofreu apenas um gol. Na partida contra o Sergipe o Cancão não sofreu defensivamente, numa demonstração clara do crescimento de sua defesa.

Welisson

Foi muito importante na marcação e teve presença marcante ofensivamente, sendo premiado com o gol da vitória do Cancão.

Pedro Henrique

Apesar de não ter feito gol, este jogador fez um bom segundo tempo, se movimentou bastante, fazendo tabelas, praticando um futebol solidário.

O árbitro Samuel dos Santos do Amapá teve boa atuação, ao lado dos baianos Aleq Santana e Mauricio Araujo que fizeram um bom trabalho, num jogo de 115 pagantes que proporcionaram uma arrecadação de 2.300 reais.