Cancão de Fogo bate o Vitória, um gigante da série A

0
197
Gol de Suéliton - Foto Agência CH
Por Tony Martins

A Juazeirense ganhou sua primeira partida na Copa do Nordeste e foi exatamente contra o Vitória, uma equipe da Série A do futebol brasileiro. A partida foi realizada na noite de quarta-feira (14/02/2024) no estádio Adauto Moraes, “onde quem manda é o Cancão” por dois a zero logo no primeiro tempo, fazendo a alegria da maioria dos 1.231 pagantes que proporcionaram uma arrecadação de 30.825 mil reais.

Primeiro tempo formidável

A Juazeirense foi superior ao adversário na primeira metade do jogo. Nos primeiros 15 minutos a equipe dividiu a posse de bola com o Vitória, mas, logo em seguida o futebol de Gean e Bruno Matos se tornou bastante efetivo, principalmente pelo lado direito do ataque.

Aos 20 minutos Romarinho acertou um chute no ângulo esquerdo para fazer um a zero. Aos 35, depois de uma cobrança de escanteio, Suéliton subiu de cabeça e fechou o placar do primeiro tempo: Juazeirense 2 X 0.

Juazeirense repete fraco histórico dos segundos tempos

Se o primeiro tempo foi um futebol alegre, o segundo foi uma espécie de Quarta-Feira de Cinzas, estabelecendo uma queda substancial do time, comparando as duas etapas do jogo. A rigor, aconteceu apenas um chute de Bruno Matos e nada mais. O Vitória tomou conta do jogo nesse período, nos três setores do campo: defesa, meio-campo e ataque. Na maioria dos lances e situação de jogo, o time rubro-negro, sempre levava vantagem, contudo, se mostrou incompetente nas finalizações, por isso perdeu o jogo.

Essa situação em que o time da Juazeirense é inferior ao adversário consiste numa repetição de jogos anteriores, isso precisa ser resolvido para o futuro.

Mudanças

Os treinadores não pouparam seus elencos e fizeram muitas modificações, tentando melhorar suas equipes. Carlos Rabelo da Juazeirense tirou Leandrinho e colocou Edson, Abraão entrou no lugar de Janeudo, Clebson substituiu Bruno Matos, Alexsandro foi trocado por Ian Augusto e Romarinho por Patrick. Elas não foram suficientes para mudar o panorama da partida. Pelo lado do Vitória. Léo Condé tirou Dudu, Zé Hugo, Erick Castilho e Caio Dantas para as entradas de Breno, Miguel, Riquelme e Fábio, respectivamente. Essas mudanças deixaram o time da capital baiana com mais poder ofensivo, apenas isso, pois, nada de gol.

O esteio

Quando o Vitória apertou a Juazeirense ofensivamente, com contundência, enfrentou a tranquilidade do goleiro João Guilherme e a força do zagueiro Suéliton que fez um grande jogo, no cabeceio, na colocação e nos diversos desarmes que realizou, salvando a meta juazeirense, além do bonito gol que fez. Ele deve ser mantido na equipe titular no jogo de sábado (17/02/2024) pelo Campeonato Baiano, contra o Jacobina no Adauto Moraes.