Cancão é de fogo: mais uma vitória no Baiano

0
173
Por Tony Martins

A Juazeirense venceu o Jacobinense na noite de terça feira (07/02/2023) pelo placar de dois a zero, em partida realizada na Arena Cajueiro em Feira de Santana. O resultado deixa a equipe no G4 com 13 pontos.

PRIMEIRO TEMPO IMPOSITIVO E PENALTI PERDIDO

O primeiro tempo da Juazeirense foi de modo impositivo. Não deixou o adversário criar nada e construiu um placar de dois a zero, tendo ainda desperdiçado uma penalidade máxima.

Aos 10 minutos de jogo o zagueiro Jamerson que está se revelando como um especialista em lançamentos de longa distância, fez uma execução maravilhosa, pegou uma bola próximo a sua grande área. Ele lançou com perfeição para Jerry dentro da área do Jacobinense que matou a bola no peito e fuzilou, fazendo um a zero, num lindo gol.

Aos 24  Clebson cobrou um esquinado da esquerda, a defesa vacilou e Dadinha tocou de canela para fazer dois a zero.

Aos 36 minutos Clebson desperdiçou uma penalidade máxima a favor da Juazeirense, chutando a bola na trave.

O segundo tempo foi mais equilibrado, pois, o técnico Paulo Sales mexeu no Jacobinense, deixando a equipe mais ofensiva, porém, sem incomodar a meta juazeirense, já que não criou muitas situações de perigo. Enquanto, o treinador da Juazeirense, Carlos Rabelo, colocou sua equipe apenas para administrar o placar que lhe era favorável. Mesmo assim, os dois lances de perigo da segunda etapa foram proporcionados pelo Cancão  de Fogo, mas, o goleiro Cassiano defendeu.

O Jacobinense partiu desesperadamente para o ataque e se desorganizava defensivamente e foi em razão dessas circunstâncias que Reinaldo partiu em velocidade e foi puxado pelo zagueiro Felipe Gomes que foi expulso, complicado mais ainda a situação do Jacobinense, com um jogador a menos e inferiorizado no placar. No final os dois a zero foi satisfatório para o Cancão de Fogo.

 A MELHOR CAMPANHA FORA DE CASA E A PRESENÇA DE RABELO

Com o triunfo da Juazeirense sobre o Jacobinense a equipe chegou a três vitórias consecutivas fora de casa, antes havia vencido Itabuna e Doce Mel. Trata-se de um retrospecto altamente favorável ao time dirigido agora por Carlos Rabelo, até porque o novo treinador ganhou as duas partidas diante do Doce Mel e Jacobinense, sintetizando a constatação da recuperação da equipe que se aproxima firmemente da semifinal.

No próximo sábado a Juazeirense enfrentará o Atlético de Alagoinhas em casa.

FICHA TÉCNICA
LOCAL: Arena Cajueiro- Feira de Santana
DATA: 07/02/2023
JACOBINENSE 0 X 2 JUAZEIRENSE
GOLS: Jerry 10′ e Dadinha 24′ do 1º tempo

JACOBINENSE: Cassiano; Miqueias, Felipe Gomes (expulso), Gabriel Santiago e Kaike; Marion (Thesco), Ninho Xavier ( Renato Pitbul) e Guga (Pedro); Pedro Neto (Naylton), Jones e Kel Baiano (Kariri). TÉCNICO: Paulo Sales.

JUAZEIRENSE: Gleibson, Dadinha, Jamson (Ramon), Léo Kanu e Nildo Petrolina; Waguinho (Guilherme), Knupp, Clebson (Eric) e Jerry (Pablo); Reinaldo (Neto Baiano) e Ian. TÉCNICO: Carlos Rabelo.