Cancão só empata no Adautão e fica fora do G-4

0
72
Clebson, Juazeirense - Foto: Rubens Carvalho / ACH
Por Tony Martins - Foto: Rubens Carvalho
Clebson, Juazeirense – Foto: Rubens Carvalho / ACH

A Sociedade Desportiva Juazeirense deu mole e desperdiçou uma grande chance de entrar no G4, ao empatar em zero a zero com o Bahia de Feira na noite de terça feira (31/01/2023), no Estádio Adauto Moraes, valendo pela quinta rodada do Campeonato Baiano.

Foi um jogo fraco e sem vibração, aliás, esse quesito só foi sentido na arquibancada com a empolgação da charanga que tocou marchinhas e frevos o tempo todo, porém, não conseguiu contagiar os jogadores em campo.

PRIMEIRO TEMPO SEM EMOÇÃO

A Juazeirense teve a posse de bola no primeiro tempo, mas, pouco criativa, no sentido de levar perigo ao gol adversário, enquanto o Bahia de Feira jogou defensivamente e, sequer, conseguiu ser reativo, por isso, o jogo foi tecnicamente fraco e sem emoção na primeira etapa.

Poucos foram os momentos de perigo: O primeiro deles aconteceu aos 17 minutos num chute da direita efetuado por Nildo Petrolina, mas, o goleiro Alan espalmou. Aos 38 Loro cruzou da direita para Alexandro livre na pequena área chutar para fora, desperdiçando uma grande chance para o Bahia de Feira.

Aos 45 minutos, novamente Nildo Petrolina chutou, a bola tocou em Adriano Michael Jackson e bateu na trave. Apenas isso no primeiro tempo.

O segundo tempo foi mais equilibrado e logo no primeiro minuto a defesa do Cancão de Fogo deu bobeira e quase o Bahia marca. Lucas chutou de dentro da área, mas, a bola bateu na trave, no rebote a bola foi para a linha de fundo.

Aos 23 minutos, o zagueiro Pedro agrediu Neto Baiano sem bola e foi expulso, dificultando a situação da equipe feirense, principalmente em suas aspirações ofensivas, já que o treinador João Carlos necessitou reorganizar e recompor seu sistema defensivo.

Com um jogador a mais, a Juazeirense encontrou espaços no ataque e partiu para cima do adversário. Aos 32 minutos Maicon Rangel driblou um zagueiro, invadiu a área e chutou forte para fora. Aos 48 Reinaldo cruzou da direita e Neto Baiano cabeceou na trave. Ele ainda protagonizou outro lance de perigo numa cabeçada certeira, contudo, o goleiro Alan praticou excelente defesa, evitando a derrota do Bahia de Feira.

A Juazeirense soma 7 pontos, ocupando a sétima colocação, mas, poderá voltar ao G4, caso vença o lanterna Doce Mel no próximo sábado fora de casa e Atlético e Barcelona não vençam seus adversários. O jogo subsequente do Cancão será contra o Jacobinense, também fora de casa.

FICHA TÉCNICA
JUAZEIRENSE 0 X 0 BAHIA DE FEIRA
LOCAL: Estádio Adauto Moraes- Juazeiro-BA
DATA: 31/01/2023
ÁRBITRO CENTRAL- Marielson Alves Silva
ASSISTENTES- Paulo de Tarso Bregalda Gussen e Rafael Guimarães dos Reis
RENDA- R$ 8.840,00 reais
PÚBLICO PAGANTE- 456
PÚBLICO TOTAL- 523

JUAZEIRENSE Gleibson, Dadinha (Eric), Kanu, Jamerson e Nildo Petrolina; Feijão (Reinaldo), Knupp, Clebson (Jerry) e Pablo (Neto Baiano); Ian e Adriano Michael Jackson (Maicon Rangel). TÉCNICO- Rodrigo Chagas

BAHIA DE FEIRA: Alan; Paulo Ricardo, pedro (expulso), Paulo Paraíba e Cazumba (Abuda); Peterson, Diones (Alberto) Alexandro (Emerson) e Tiago; Loro e Lucas. Técnico- João Carlos.