Escola Estação do Saber comemora Festa da Colheita

0
296

Ascom/Seduc/PMJ – Texto: Eneida Trindade – Fotos: Ícaro Alexandre

A alegria foi o ingrediente especial na ‘Festa da Colheita’ da Escola Municipal Estação do Saber José Carlos Tanuri. A comemoração, realizada nesta quarta-feira (21), contou com muita música, comidas típicas, apresentações artísticas dos estudantes, quadrilha e participação especial dos sanfoneiros Flávio Baião, Gervilson Duarte e Matheus do Acordeon.

A gestora da escola, Virna Sarissa, falou sobre a relação da festa com o trabalho pedagógico feito pela unidade escolar. “Nós trabalhamos com um projeto chamado ‘Eu giro o mundo e construo saberes’ e o recorte que fizemos esse ano foi o continente africano. Então, a Festa da Colheita é algo que também acontece na África, assim como o milho é um protagonista lá. Esse foi um dos elementos que trabalhamos na sala de aula, de forma interdisciplinar, e agora realizamos a culminância desse aprendizado”, explicou a gestora.

A programação incluiu apresentações dos sanfoneiros convidados, o encanto da quadrilha ‘Junina Nação Nordestina, do bairro Quidé, e toda a animação dos estudantes que dançaram ao som de músicas tradicionais de forró. “Eu adorei a festa, nós aprendemos muito sobre as comidas típicas, sobrea cultura e ensaiamos a quadrilha para essa apresentação que eu gostei muito”, contou a estudante do 3º ano, Laura Taciane Gomes Ribeiro.

A festa contou ainda com a presença da superintendente de Ensino da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), Willany Cunha, da superintendente de Gestão Escolar, Programas e Projetos, Alexandrina Araújo e de outros representantes da Seduc.

Homenagens

Durante a festa, os alunos homenagearam Flávio Baião, Gervilson Duarte e Matheus do Acordeon, músicos incluídos no trabalho pedagógico da Estação do Saber. “Levamos o projeto ‘Mala Viajante’, para alguns dos grandes sanfoneiros da região, momento em que eles contam sua história e falam sobre a sua contribuição para a cultura do município. É uma maneira de fazer com que as crianças conheçam esses artistas e também de homenageá-los”, frisou Virna Sarissa.

Enquanto falava aos estudantes, Gervilson Duarte, agradeceu a homenagem e destacou a importância desse tipo de atividade para a preservação da cultura. “Eu fico muito grato com essa homenagem e levar esse conhecimento para as crianças é fundamental para que a nossa cultura perdure por muitos e muitos anos”, pontuou o sanfoneiro.