FPF critica erro de arbitragem que influenciou queda do Retrô na Copa do Brasil

0
209
Foto: Reprodução

Da Redação

A eliminação do Retrô, na quarta-feira (8), na Copa do Brasil 2023 ainda repercute. Na quinta-feira (9), a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) emitiu uma nota criticando a marcação do pênalti que resultou no gol da vitória da Tombense.

A marcação foi errada, já que o atleta do time mineiro foi atingido por um companheiro. Em decorrência do erro, o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior foi afastado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e fará uma reciclagem.

“A FPF está dando todo suporte técnico e institucional ao Retrô e já está demandando perante à justiça a anulação do jogo sob a nossa alegação que no nosso ponto de vista é correta e de direito. Esperamos que arbitragem desta natureza – que não é culpa da CBF, que trabalha de maneira correta e justa com seu presidente de arbitragem Wilson Seneme – não volte a acontecer e o futebol possa ser um esporte mais justo com menos erros de profissionais envolvidos”, afirmou o presidente da entidade, Evandro Carvalho. O Retrô quer a anulação da partida.