Juazeirense sai na frente, mas perde de virada para o Bahia

0
1011

Por Carlos Humberto – Texto e Fotos

Com público recorde na história dos 16 anos da Desportiva Juazeirense, neste domingo (25), após seis anos, o Cancão de Fogo recebeu o Bahia para o confronto válido pela 8ª rodada da primeira fase do Campeonato Estadual e o time da capital bateu o Carrossel do Sertão por 2 a 1, de virada, assumindo a liderança da competição com 16 pontos, garantindo vaga nas semifinais.

As duas equipes fizeram uma primeira etapa equilibrada com chances para os dois lados. E quando todos imaginavam que os primeiros 45 minutos a bola não balançaria as redes, o meia Mauro abriu o placar para o time da casa em belo chute. A torcida do Cancão não comemorou muito pois três minutos após, o zagueiro David Duarte usou sua estatura para fazer explodir a voz da massa tricolor, majoritária na arquibancada.

O Bahia insistiu no jogo longo para driblar a imperfeição do piso do campo, mas foi usando a bola no chão que conseguiu o gol da vitória. Aos 25 minutos do 2º tempo, em rápida troca de bola rasteira, o veloz Ademir chegou pelo meio da defesa juazeirense e venceu o bom goleiro João Guilherme. Até o apito final, o Cancão pressionou, mas o Bahia resistiu e volta para casa com mais três pontos.

A Juazeirense se manteve no G-4 com 14 pontos e para se classificar só depende do seu resultado na última rodada, quando enfrenta o lanterna Bahia de Feira fora de casa.

FICHA TÉCNICA
Juazeirense
 1 x 2 Bahia

Campeonato Baiano – 8ª rodada
Local: Adauto Moraes, Juazeiro (BA)
Data: 25/02/2024 (domingo)
Horário: 16h

Público pagante: 4.950
Renda: R$ 198.000,00
Árbitro: Reinaldo Silva de Santana 
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira e José dos Santos Amador 
Cartões amarelos: Luís Soares e Maurício (Juazeirense); Gilberto e Danilo Fernandes (Bahia) 
Gols: Mauro (Juazeirense), 41’ do 1º T; David Duarte, 44’ do 1º T e Ademir (Bahia), 25’ do 2º T.
Juazeirense: João Guilherme; Edson, Zé Romário, Maurício e Yan (Leandrinho); Waguinho, Patrik (Janeudo) e Mauro e Bruno Matos; Ian Augusto (Alexandro) e Soares (Pedro Henrique). Técnico: Carlos Rabello
Bahia: Danilo Fernandes; Gilberto, Gabriel Xavier, David Duarte e Cicinho; Caio Alexandre, Yago Felipe, Thaciano, Biel (Ademir) e Rafael Ratão (Cauly); Everaldo. Técnico: Rogério Ceni