LDJ, UMA HISTÓRIA CENTENÁRIA

0
333
Da Redação - Por Tony Martins

A Liga Desportiva Juazeirense (LDJ), comemora nesse 2 de março de 2023, 100 anos de existência. Desde seu primeiro presidente, José Meira Cabral, até o atual, Celso Leal, essa entidade vem cumprindo um papel de relevância tanto na promoção como na realização de eventos esportivos.

Um grande mentor e articulador da criação da LDJ foi o Sr. João Meireles, embora não tenha sido seu primeiro presidente. Ele foi um grande visionário, com boas ideias fruto de sua relação com Zuza Ferreira (criador do futebol na Bahia). Seu Meireles esteve sempre à frente do nosso futebol, nos tempos em que militou no esporte da cidade.

Castro Alves, Juazeiro e Veneza foram as três equipes fundadoras da LDJ em 1923, depois ingressaram outras: Ferroviário, Comercial, Bahia, Vitória, Pirajá e Baiano, isso nos primeiros anos de fundação. Em seguida apareceram Olaria, Juventus, América, Botafogo, Grêmio, Fluísco (que virou FRANAVE e hoje Carranca) e XV de Novembro. Na história mais recente destacam-se o Barro Vermelho e o Colonial de Maniçoba.

Homens importantes da sociedade juazeirense dirigiram a LDJ: Seu Meireles, Nelson Costa, Paulo Santana, José Carlos Tanuri, Maninho Palmas, Augusto Moraes, Professor Sabino, Josival Barbosa, Antonio Barbosa e outros abnegados como Anísio Pinheiro, Saul Rosas, Agostinho Muniz, entre tantos.

A LDJ, além de seus campeonatos, também promovia temporadas e amistosos, trazendo para Juazeiro grandes equipes do futebol brasileiro. Além de organizar seleções que disputaram o Campeonato intermunicipal da Bahia.

 A Agência CH parabeniza a cidade de Juazeiro por ter uma entidade tão representativa do ponto de vista social como também a LDJ, por sua trajetória centenária de glória e tradição.