No jogo de ida, Santos e Bahia empatam e deixam a vaga em aberto

0
233
Santos x Bahia Foto Rafael Machado-ECB Copa do Brasil 17052023

Da Redação – Jota Jota / Fotos: Rafael Machado/EC Bahia

Em um jogo totalmente diferente dos 3 a 0 pela série A do Brasileiro-Rei na semana passada, Santos e Bahia não foram além do 0 a 0 no jogo de ida pelas oitavas de final na milionária Copa do Brasil atuando na Vila Belmiro.

Para o jogo de volta a classificação está totalmente em aberto, a única vantagem do Bahia é poder decidir na Arena Fonte Nova no próximo dia 31, em caso de empate a decisão será nos pênaltis e quem vencer por qualquer placar vai para as quartas de final da competição e coloca a mão em 4.3 milhões de reais.

O Bahia esteve bem melhor na etapa inicial, chegando a obrigar o goleiro João Paulo ser o destaque do primeiro tempo, com pelo menos 4 defesas milagrosas garantindo o zero no placar. Na etapa final o Santos foi melhor que o tricolor baiano, mas sem molestar o goleiro Marcos Felipe que fez apenas uma defesa também milagrosa no apagar das luzes.

O fato inusitado da partida ficou por conta de um choque de cabeça, entre Rezende e o árbitro Sávio Pereira Sampaio que trombaram e o apitador teve um corte profundo no supercílio, precisando ser atendido pelos médicos do Santos e do Bahia. Savio terminou a partida usando a famosa toquinha de nadador.

FICHA TÉCNICA

Santos 0 x 0 Bahia

Copa do Brasil – Oitavas de final – 1º jogo

Local: Vila Belmiro, em Santos

Data: 17/05/2023 (quarta-feira)

Horário: 19h 

Público: 10.995 

Renda: R$ 522.140,00

Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (FIFA-DF)

Assist. 1: Bruno Boschilia (PR) 

Assist. 2: Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

SANTOS: João Paulo; Gabriel Inocêncio, Messias, Joaquim e Lucas Pires (João Lucas); Rodrigo Fernández (Bruno Mezenga), Dodi e Lucas Lima (Ed Carlos), Ângelo (Lucas Braga), Deivid Washington e Mendoza (Lucas Barbosa), Técnico: Odair Hellmann.

BAHIA: Marcos Felipe; Jacaré, Kanu, Vitor Hugo Ryan (Chaves); Rezende; Acevedo, David Duarte e Cauly (Yago) (Arthur Sales); Biel e Everaldo (Ademir). Técnico: Renato Paiva.