OS PROTAGONISTAS DAS SEMIFINAIS DO CENTENÁRIO DA LDJ: AMÉRICA DE SOBRADINHO

0
154
América x XV de Novembro 12-11-2023 Foto ACH
Por Tony Martins

O América de Sobradinho está entre os quatro times semifinalistas do Campeonato Juazeirense de 2023, ano em que a Liga Desportiva Juazeirense-LDJ completa 100 anos de existência, por isso, a competição deste ano tem um significado especial, tanto do ponto de vista histórico, como em termos de conquista.

PROCESSO HISTÓRICO

O América trata-se de uma agremiação histórica e tradicional do nosso futebol, surgida na década de 1940 do século passado sob o comando do Professor Hoshe Café Siqueira e treinada por seu Araújo. Naquele tempo atuavam por essa equipe Caboclinho, Professor Sabino e o pessoal da família Matos, a exemplo de   Ademir Matos.

Antes de se transferir para Sobradinho o América passou pelas mãos de um senhor chamado Sinhozinho da Fussura, isso entre 1965 e 1969. Era formada por muitos jogadores da rua de baixo: Eledon, Adelson Priquitão, Panchito, Chimbinha, João de Moreno e Beicha, entre tantos.

Com o advento da Barragem de Sobradinho, o América se transferiu para aquela localidade que naquela época ainda pertencia ao Município de Juazeiro. Em 24 de fevereiro de 1989, Sobradinho se emancipou e o América permaneceu por lá.

Em 1991, sob o comando do técnico Pedrão, o América foi campeão Juazeirense com a seguinte formação básica: Marcos Pires, Soró, Neilton, Deca e Didi, Joãozinho, Rocha, Valter Casa Nova e Robinho, Bosco e Pedro. Ainda jogaram Djalminha e Adilio, este último fez o gol do título na final contra o Olaria.

Atualmente, o América é comandado por João da Cruz Romão, o incansável João Bala, que já defendeu a equipe como atleta, inclusive, jogou uma partida no título americano de 1991. O treinador é Bosco Filho, cujo pai, também fez parte do time campeão juazeirense.

O atual elenco conta com jogadores da própria cidade e de localidades próximas como Piçarrão, Santana do Sobrado, Casa Nova e Juazeiro. O goleiro Ezaú, ex-jogador do Juazeiro Social Clube, Massuca e Zé Moreno, artilheiro da equipe com três gols, são os mais experientes, o restante do elenco é composto por jogadores jovens.

A base do time é Ezaú, Vitor Moraes, Pupu, Pelé e Lalá; Maxuel, Massuca e Wesley; Pedro, Matheus e Zé Moreno. Ainda costumam ser utilizados pelo técnico Bosco Filho os jogadores Gabrielzinho, Léo Campos e Vitor Gol.

Na primeira fase o América ganhou duas partidas, perdeu duas e empatou uma. Nas quartas de final venceu o XV de Novembro por dois a zero.

O adversário da semifinal será o Colonial de Maniçoba, sendo que a partida será realizada domingo (19/11/23), às 9:30, no estádio Adauto Moraes.