Petrolina: De injusta punição para série D do Brasileirão

0
288

A opinião de Jota Jota * – Foto: Ascom Petrolina

Que campanha de superação faz o Petrolina na primeira fase do Campeonato Pernambucano de Futebol na temporada de 2023. A Fera Sertaneja depois de ser punida injustamente pelo TJD-PE, por uma interpretação errônea sobre comunicação de punição do tribunal, que a deixava de fora da série A 1 do pernambucano, reagiu e mostrou a garra do time sertanejo.

Ao recorrer no STJD, o Petrolina teve a punição corrigida e sua vaga de volta para a elite do pernambucano, mesmo sabendo que o TDJ-PE favorecera o Belo Jardim, só Deus sabe a resposta. Com pouco menos de uma semana a direção do Petrolina armou um elenco com comissão técnica local para disputar a competição que conseguiu se classificar em campo.

Mas a correria deu certo e teve um custo-benefício extraordinário, pois ao vencer o Porto por um a zero em casa neste sábado 18, a Fera Sertaneja surpreendeu a todos, chegou na terceira posição na fase de classificação com 19 pontos atrás de Sport e Náutico, superando Retrô, Salgueiro e Santa Cruz, enquanto o protegido Belo Jardim, fez compra no Paraguai no chamado bate e volta.

Nas últimas partidas em casa, o torcedor petrolinense que estava sem se importar com a competição e até mesmo não acreditando no seu time,  acordou e passou a frequentar os jogos e apoiar a Fera que mostrou ser mesmo Sertaneja impondo respeito em seu território.

E vejam a importância de tratar com seriedade a competição, mesmo sem o apoio necessário do setor privado da cidade que é uma metrópole, com condições de patrocinar o Petrolina que defende o nome da cidade, o time conquistou a série D de 2024 precisando manter uma infraestrutura porque o segundo semestre não tem competição.

De parabéns os dirigentes do Petrolina que se mostraram abnegados em tempos de que o futebol só tem olhos para as SAFs, o que em breve vai chegar por aqui. Os cumprimentos se estendem para comissão técnica, jogadores e funcionários do clube, que trabalharam como dedicados operários na construção do futuro para 2024.

Agora é preciso que os torcedores, empresários e o poder público de Petrolina deem suas mãos ao Fera Sertaneja, o Petrolina agora é o garoto propaganda da cidade sem vencimentos, por isso para continuar exercendo e bem suas funções em propagar a metrópole das barrancas do Velho Chico, precisará de suporte, arregassem as magas e mãos às obras ao lado dessa diretoria vencedora.

#PRONTOFALEI@JOTAJOTA.

*O texto é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do site Agência CH.