Primeira cidade brasileira a receber Programa Internet Brasil, Juazeiro contempla novos estudantes com a iniciativa

0
237
Texto: Camila Santana – Ascom Seduc/PMJ / Fotos: Ascom/PMJ

Juazeiro estreou a primeira etapa de entrega dos chips do Programa Internet Brasil e segue avançando com o número de contemplados com a iniciativa promovida pelo Ministério das Comunicações, em parceria com o Ministério da Educação (MEC) e Rede Nacional de Ensino Pesquisa (RNP), junto à Prefeitura de Juazeiro, por meio da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc). O município é referência em tecnologia educacional e foi a primeira cidade brasileira a receber internet banda larga gratuita para estudantes da rede municipal de ensino.

“Em Juazeiro, o Programa Nacional Internet Brasil já concluiu duas etapas de distribuição e efetivação dos chips, o que garante a expectativa da oferta de novas oportunidades para mais contemplados com o programa em nosso município, que é referência e pioneiro no Brasil na adesão em diversos programas em tecnologias educacionais. Por meio da Secretaria de Educação, 633 famílias de estudantes da rede municipal de ensino, inscritas no Cadastro Único, do Governo Federal, conquistaram acesso gratuito à internet”, informou Jussimara Oliveira, articuladora de Projetos em Tecnologias Educacionais da Seduc.

Os estudantes das Escolas Municipais Dom Avelar Brandão Vilela e Argemiro José da Cruz foram os primeiros contemplados com a iniciativa até o momento. “O programa Internet Brasil cumpre finalidade pedagógica, assegurando a democratização do acesso à internet, oferecendo aos estudantes da rede municipal de ensino uma conectividade segura e acessível em todos os espaços de aprendizagem, incentivando o desenvolvimento das atividades pedagógicas fora da sala de aula presencial, imprescindível em um mundo globalizado”, disse o secretário de Educação e Juventude, Medrado Wank.

O chip

Os chips não possuem serviço de telefonia móvel, contando somente com a oferta de internet através recargas mensais de responsabilidade do Ministério das Comunicações, contando com bloqueio de acesso em sites considerados não seguros ou que não sejam educativos. O programa é exclusivo para estudantes do 4° ao 9° ano, que pertencem a famílias inscritas e atualizadas no CadÚnico e que possuem o número do NIS.