Projeto desenvolvido pelo SENAI-PE promove cooperativismo no Sertão do São Francisco

0
212
Por Carlos Laerte / Clas Comunicação

“Crescimento Sustentável: Iniciativas para Expandir a Comercialização na Agricultura Familiar ao longo da extensão do Rio São Francisco em Pernambuco”. Este é o projeto que está sendo implantado no Sertão do São Francisco pelo SENAI-PE, para promoção do desenvolvimento do cooperativismo regional.

Aprovado pela entidade junto ao PE Produz, iniciativa do governo estadual que visa a interiorização do desenvolvimento socioeconômico do estado, o projeto vai atuar em 15 associações, objetivando a expansão da comercialização dos produtos cultivados e processados pelos seus produtores rurais vinculados à agricultura familiar ribeirinha e quilombola da cidade de Lagoa Grande-PE.

De acordo com a coordenadora IST Alimentos, Metrologia e Consultoria do SENAI Petrolina, Ana Paula Barroso, o projeto já está com 30% da sua capacidade executada. “Temos em andamento o projeto de duas agroindústrias para os próximos editais e acreditamos que até dezembro desse ano concluímos os trabalhos”, ressaltou.

Esta é a primeira vez nas sete edições do PE Produz que o SENAI-PE participa da chamada e a entidade teve dois projetos aprovados: o do Sertão do São Francisco, que foi o projeto com maior pontuação entre todos os 33 selecionados, e outro no Agreste. O orçamento total do PE Produz é de, aproximadamente, R$ 15 milhões e os dois projetos do Senai -PE devem receber, juntos, R$ 709.376,00.

Sistema FIEPE – Mantido pelo setor industrial, atua no desenvolvimento de soluções para trazer ainda mais competitividade ao segmento. Além do SENAI – que atua na formação profissional e oferece serviços de metrologia e ensaios, consultorias e inovação – conta ainda com a FIEPE, o SESI e o IEL. A Federação realiza a defesa de interesse do setor produtivo e contribui com o processo de internacionalização das indústrias. Pelo SESI-PE, são oferecidos serviços de saúde e educação básica para os industriários, familiares e comunidade geral. Já o IEL-PE foca na carreira profissional dos trabalhadores, desde a seleção de estagiários e profissionais, até a capacitação deles realizada pela sua Escola de Negócios.