Série D: Bahia de Feira vence Nacional na Arena Cajueiro

0
424

Por Jota Jota

Bahia de Feira e Nacional de Manaus jogaram na Arena Cajueiro, na noite desta segunda-feira (14), a partida de ida das oitavas de final da série D do Campeonato Brasileiro, que fora adiada do sábado (12), devido falecimento do atacante Deon.

O Tremendão fez os seus dois gols ainda na primeira etapa com Paulinho e Toni Galego, jogando muito bem, criando e perdendo inúmeras oportunidades, principalmente quando o Nacional teve o lateral esquerdo Gilmar expulso aos 16 minutos. Mas, por uma jogada impensada, o lateral Paulinho do Bahia de Feira foi também expulso aos 48 do primeiro tempo.

Os dois treinadores vieram com modificações na etapa complementar, o Tremendão com as mudanças perdeu seu poder ofensivo, permitindo que o Nacional se encontrasse em campo, chegando a levar perigo para o goleiro Alan, que fez defesas salvadoras.

O Bahia de Feira leva a vantagem de jogar em Manaus por um empate, ou até pela derrota de um gol; por dois de diferença a decisão vai para os pênaltis.

COMOÇÃO

A partida foi cercada por muita comoção, pelas homenagens feitas ao colega Deon, a equipe do Bahia de Feira trouxe à frente do elenco o filho do jogador falecido, na execução do hino nacional as lágrimas tomaram conta de todo o elenco e de torcedores nas arquibancadas.

FICHA TÉCNICA

Bahia de Feira 2 x 0 Nacional

8ªs de final da série D do Brasileiro / ida

Local: Estádio Arena Cajueiro – Feira de Santana BA

Data: 14.08.2023 – Segunda-Feira

Árbitro: Luiz Cesar de Oliveira Magalhães (CE)

Assist. 1: Eleutério Felipe Marques Junior (CE)

Assist. 2: Anderson Moreira de Farias (CE)

VAR: Marco Aurélio A. Fazekas Ferreira (MG)

  1. Vermelhos: Gilmar (Nacional) e Paulinho (B. Feira)

Gols: Paulinho e Toni Galego

Bahia de Feira: Alan; Paulinho, Pedrão, Weslei e Cazumba; Peterson, Abuda, Toni Galego (Kanela) e Reinaldo (Marcel); Ronan (Knapp) e Kesley (Alessandro). Téc: João Carlos Ângelo.

NACIONAL: Jhonathan; Clayton, Davi, Paulinho e Gilmar; Ícaro (Daciel), José Hitalo (Érico), Ítalo e Gabriel Davis (Wendel Neri); Ceará (Yuri Tanque) e Sacramento (Wilson Junior). Téc: João Carlos Cavalo.