Vitória não desiste e arranca empate no final contra a Ponte Preta

0
256
Foto: Victor Ferreira/ECV/Divulgação

Por Jota Jota

A Ponte Preta recebeu no Moisés Lucarelli em Campinas a equipe do Vitória que buscava voltar a liderança da série B, enquanto a Macaca querendo deixar as proximidades da zona de rebaixamento, na rodada que abriu o segundo turno da competição.

Precisando do resultado, a Ponte foi eficiente nos primeiros 15 minutos de jogo, fazendo logo 2 a 0 no Rubro Negro baiano, deixando sua torcida eufórica nas arquibancadas, mas o zagueiro Mateus Jesus por entrada violenta acabou expulso ainda na primeira etapa.

A ação do atleta desestruturou o time do técnico Pintado, e favoreceu a Leo Conde na segunda etapa, quando o jogo foi de um só time, o Vitória com uma peça a mais cresceu e buscou o empate, amenizando o prejuízo que se instalara no primeiro tempo. Léo Gamalho, cobrando pênalti, e o estreante Iury Castilho fizeram os gols do Vitória.

O resultado não devolveu ao Leão da Barra a liderança que ficou de posse do Novorizontino que tem 39 pontos contra 38 dos baianos. A Ponte chegou aos 23, ficando a 5 pontos do Z4. O Vitória volta a jogar na quarta-feira 2 contra o ABC às 21h30m no Barradão.

FICHA TÉCNICA

Ponte Preta 2 x 2 Vitória

Série B – 20ª rodada

Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Data: 30/07/2023 (segunda-feira)

Horário: 18h

Árbitro: Maguielson Lima Barbosa (DF)

Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer (PR) e Lehi Sousa Silva (DF)

Quarto árbitro: Gustavo Holanda Souza (SP)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Cartão vermelho: Matheus Jesus – (Ponte Preta)

Gols: Leo Naldi e André – (Ponte Preta); Léo Gamalho e Iury Castilho (Vitória)

Ponte Preta: Caíque França; Weverton, Edson (Tomaz Caique), Fábio Sanches e Artur; Feliphinho, Leo Naldi (Everton), e Matheus Jesus; Elvis (Samuel Andrade), André (Paulo Baya)e Eliel Torres (Mailton). Técnico: Pintado

Vitória: Lucas Arcanjo; Raylan (Zeca), Yan Souto, João Victor (Geovani Augusto), Wagner Leonardo e Marcelo (Weliton Nem); Dudu (Iury Castilho) e Gegê (Zé Hugo); Mateus Gonçalves, Léo Gamalho e Mateuzinho. Técnico: Léo Condé.