Cia Biruta de Teatro inicia atividades do Núcleo Biruta 2023

0
136
Companhia Biruta de Teatro 1

Texto: Eneida Trindade

A Cia Biruta de Teatro iniciou, neste sábado (14), as aulas da temporada 2023 do Núcleo Biruta de Teatro (NBT). O projeto de formação cênica, que conta com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, através do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura, e com apoio da Prefeitura de Petrolina, oferta aulas gratuitas de teatro para a comunidade, na zona oeste de Petrolina (PE).

O Núcleo Biruta de Teatro é um grupo de experimentação cênica criado e mantido pela Cia Biruta há mais de oito anos. As atividades acontecem aos sábados, no cineteatro Massangano, da Estação da Cidadania (CEU das Águas), no bairro Rio Corrente. O curso terá duração de cinco meses e será encerrado com a realização da Mostra NBT em dezembro, uma ação de culminância, onde os alunos apresentam ao público o resultado do processo artístico vivenciado. 

“É muito bom iniciar mais uma temporada desse projeto que possibilita a aprendizagem teatral em diálogo permanente com a ideia de comunidade. Trata-se de um espaço de troca e aprendizagem mútua, onde buscamos compartilhar o nosso conhecimento do fazer teatral por meio de oficinas, estudos, leituras e montagens de espetáculos, relacionando-os com reflexões dos jovens atores e atrizes sobre suas identidades e os lugares que ocupam no mundo”, explica Cristiane Crispim, atriz e uma das fundadoras da Cia Biruta, sobre a atuação do Núcleo na comunidade. 

Para a temporada 2023, o NBT recebeu um grande número de inscrições. “Tivemos uma quantidade de inscrições superior à esperada, com pessoas que nunca tiveram contato com o teatro e outras que já atuam na área. Foram 85 inscritos, em sua maioria jovens, mulheres e moradores da periferia da cidade, dos quais selecionamos 30. A seleção foi feita com base em critérios como o conteúdo da carta de intenção apresentada na inscrição, idade e local de residência. Tiveram prioridade os residentes na zona oeste de Petrolina e a comunidade surda. A quantidade de inscrições e a procura pelo projeto demonstra que a cidade tem demanda e necessidade por atividades de formação no setor artístico e a gente espera que surjam outros espaços como o NBT”, contou Camila Rodrigues, atriz da companhia e coordenadora do projeto. 

Uma das selecionadas foi Ana Louyse, 17 anos, que falou sobre sua expectativa ao ingressar no projeto. “Eu fiz minha inscrição para o Núcleo e fiquei muito feliz quando passei. Acho que é uma oportunidade de me manter em movimento. Eu vejo que qualquer processo que envolva teatro ou outra arte transforma muito. Então, daqui a alguns meses, no final do curso, eu imagino que vou me ver como outra pessoa, sendo ainda o que eu sou e o que sempre fui, mas de maneira diferente”, disse a nova aluna do NBT. 

Documentário

Para apresentar um pouco mais do trabalho realizado no NBT, a Cia Biruta lançou em seu canal no YouTube (@ciabiruta) o documentário ‘Núcleo Biruta de Teatro – Turma 2022’. Em pouco mais de 14 minutos, o vídeo traz histórias da origem do NBT e as vivências da turma 2022, narradas por alunos e oficineiros do projeto.

O documentário aborda o processo criativo do Núcleo e as impressões dos alunos que passam pelo projeto. “O processo criativo do Núcleo começa desde o primeiro encontro, quando abrimos espaço para que o grupo possa escrever suas perspectivas, seus anseios, suas vontades, seus medos. A partir daí, nós trabalhamos essa vivência, vendo o caminho que cada um, cada uma ou o grupo vai desenvolver, mas sempre priorizando o que eles querem falar. Nessa perspectiva, alinhamos tanto os trabalhos físicos, como os de leitura. É um pouco dessa experiência que trazemos no vídeo”, conta o diretor teatral, dramaturgo, ator e co-fundador da Cia Biruta, Antônio Veronaldo.

Siga a Cia Biruta de Teatro nas redes sociais

Instagram: <https://www.instagram.com/ciabiruta/>

Facebook: <https://www.facebook.com/ciabirutadeteatro/?epa=SEARCH_BOX>

Youtube: https://www.youtube.com/ciabiruta

Spotify: Cia Biruta de Teatro