8.1 C
Nova Iorque
sábado, dezembro 4, 2021

11ª edição da Copa 2 de Julho é lançada em Salvador

A cidade de Juazeiro terá dois representantes na competição: Juazeiro Social Clube (Escolinha de Baé) e Juazeirense

Ascom Sudesb
Café da manhã apresenta organização da 11ª edição da Copa 2 de Julho (Foto: Carol Garcia/GOVBA)

A 11ª Copa 2 de Julho foi lançada na manhã desta terça-feira (18), no Espaço Crescer, na Secretaria do Trabalho e Esporte (Setre), localizada no Centro Administrativo da Bahia. O principal torneio sub 15 do país terá, nesta edição, a participação de 40 equipes entre clubes do Brasil, como o Atlético (MG), Bahia, Flamengo (RJ), Palmeiras (SP) e Vitória, uma equipe dos Estados Unidos e seleções municipais da Bahia.

A cidade de Juazeiro, no norte baiano, terá mais uma vez a participação da Desportiva Juazeirense e do Juazeiro Social Clube, representada pela Escolinha de Baé.

Vicente Neto, Diretor Geral da Sudesb (Foto: Carol Garcia/GOVBA)

Durante o encontro, que reuniu jornalistas, dirigentes esportivos, atletas, ex-atletas e autoridades, foram apresentados regulamento e a tabela do torneio, além de um balanço das dez edições da Copa 2 de Julho. Neste ano, a competição terá oito grupos com cinco equipes cada, classificando-se para a fase de oitavas de final duas equipes por grupo. A bola começa a rolar no dia 29 de junho e segue até 10 de julho, envolvendo oito cidades sede: Salvador, Lauro de Freitas, Cachoeira, Mata de São João, São Francisco do Conde, Saubara, Maragojipe e Feira de Santana.

O torneio, realizado pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), com apoio da Federação Bahiana de Futebol (FBF), foi criado em 2007 em homenagem à data de Independência da Bahia.

Desafio – Presente ao lançamento, o secretário estadual do Trabalho e do Esporte, Davidson Magalhães, destacou a importância dos grandes eventos acontecendo na Bahia. Na sua opinião, a Copa 2 de Julho deve ser encarada como um produto da Bahia. “Essa competição é mais um instrumento dos investimentos feitos pelo Governo do Estado na área do esporte nos últimos anos. Isso é resultado de uma política de esporte. Política que vai desde a iniciação esportiva até o esporte de alto rendimento. Nosso grande desafio é transformar nossa copa 2 de Julho em um produto que possa ser transmitido nas principais redes de televisão”, disse.

Ao apresentar os números da competição, o diretor da Sudesb, Vicente Neto, falou da importância do torneio no calendário nacional para o futebol de base. “Essas competições de base garantem a iniciação esportiva e a formação de base, cuja consequência poderá ser a revelação de atletas, como exemplo o goleiro Alisson, da Seleção Brasileira, que está disputando a Copa América 2019. Mas o foco principal da Sudesb com a Copa 2 de Julho é a iniciação esportiva”, disse o diretor.

Nestas dez edições, a Copa 2 de Julho já reuniu 127 equipes brasileiras e 19 equipes internacionais. “É um número para nos orgulhar e nos encher de certezas que devemos continuar cuidando desta competição”, concluiu.

Marcaram presença na cerimônia o vice-presidente da FBF, Manfredo Lessa, os deputados estaduais Olívia Santana e Fabricio Falcão, o presidente do Conselho Regional de Educação Física, Rogério Moura, representantes e dirigentes de vários clubes da capital e do interior da Bahia, dentre outros.

VEJA TAMBÉM

2,140FansLike
1,150FollowersFollow
12FollowersFollow
- Advertisement -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Iniciar Conversa
Posso ajudar?
Olá podemos te ajudar