Falôôô... A opinião de Jota Jota

O Bahia viveu neste dia 23 de janeiro, a verdadeira quarta-feira gorda, em todos os sentidos. Depois do atacante Fernandão, porque nem o jogo da noite, contra a Juazeirense, teve tanta importância. O aeroporto Luiz Eduardo Magalhães recebeu uma multidão de torcedores, que foram dar as boas-vindas ao atacante, desejo de consumo antigo dos fieis tricolores, parecia uma final de campeonato, lembrando o retorno de Porto Alegre, uma tietagem merecida.

Mas o jogador foi mesmo apresentado, no intervalo do jogo Bahia e Juazeirense. O técnico Enderson Moreira, colocou em campo, um time que já é considerado titular, e durante os 90 minutos, o Bahia HUMILHOU a Desportiva Juazeirense, vencendo por 7 a 1, dando o maior passeio no time de Aroldo Moreira, foi mesmo o tradicional, 2 vira, e 7 acaba. Sem ter nada com a fragilidade do time do Deputado Roberto Carlos, o tricolor já vencia no primeiro tempo por 2 a 0, e na volta dos vestiários, o Bahêa voltou certinho, explorando as deficiências do time interiorano, e não foi difícil, chegar ao sétimo gol, depois de ter sofrido um de pênalti, por mais que tenha tentado arrumar as coisas na Juazeirense, Aroldo Moreira não conseguiu, e o time do Fazendão, deitava e rolava na Arena, sem permitir que o Cancão de Fogo, pudesse reagir.

Pelo que vimos em campo, o time da Juazeirense, vai ter que ser todo remodelado, se não quiser pagar vexame na Copa do Brasil, e posteriormente na série D do brasileiro, da forma que atuou nos dois primeiros jogos, a Desportiva Juazeirense, corre sérios riscos de não se classificar, e ainda voltar a série B do futebol da Bahia.

Quem mais ficou satisfeito, foi o torcedor do Bahia, que além de receber Fernandão, viu seu time assumir a liderança da competição, e com 6 gols de saldo, ficou claro também, que o jogo não serviu de teste para o Bahia, com seu time considerado titular, pois seu adversário, estava mais perdido em campo, do que cachorro quando cai da mudança, mas o futebol é assim mesmo, se bate, bateu no bêbado, e se apanha, apanha do bêbado, e é vida que segue, e se meus neurônios de quase 70 primaveras, não estiverem me pregando uma peça, jamais a Desportiva Juazeirense, fora tão humilhada em campo, uma derrota acachapante, que com certeza, vai fazer o presidente Deputado Roberto Carlos, repensar o seu projeto para a temporada, e isso enquanto é tempo.

#PRONTOFALEI