Adversário da final será o surpreendente Al Ain, que eliminou o poderoso River Plate

O dia foi de Gareth Bale. Na semifinal do Mundial de Clubes, o Real Madrid reencontrou o Kashima Antlers na busca por confirmar o favoritismo e garantir a vaga na grande decisão da competição. E depois de um começo de jogo complicado, o galês apareceu para desequilibrar a partida, liderar os espanhóis e marcar os três gols da vitória merengue por 3 a 1.

Christian Bale, do Real Madrid, marca três vezes contra o Kashima Antlers (Foto: Giuseppe Cacace/AFP)

Com o hat-trick, Bale se aproxima de Cristiano Ronaldo na artilharia do torneio. O português é o maior goleador com sete gols, apenas um a mais que o galês. César Delgado, Lionel Messi e Luis Suárez vem na sequência, com cinco tentos cada. Além disso, os únicos a marcarem três gols no Mundial foram Pelé (1962), Suárez (2015) e CR7 (2016).

Destaque também para Marcelo, que foi decisivo para o show de Bale, assistindo o galês em dois dos três gols marcados. Quanto aos outros brasileiros, Casemiro entrou aos 30 minutos do segundo tempo, voltando ao time após mais de um mês no departamento médico, enquanto Vinícius Júnior acabou ficando no banco de reservas durante os 90 minutos.

Com o resultado, o Real avança à final pelo terceiro ano consecutivo e agora irá tentar o tetracampeonato mundial diante do Al Ain, que eliminou o River Plate. A decisão está marcada para este sábado, às 14h30 (de Brasília), no Estádio Sheique Zayed, e se levantar a taça, o time espanhol se tornará o maior vencedor da história da competição, deixando para trás o grande rival Barcelona, com três títulos. Horas antes, às 11h30 (de Brasília), acontece a disputa de terceiro lugar entre River e Kashima.

Leia mais na Gazeta Esportiva