Fonte: Guia dos Curiosos

1849 – Minutos antes de ser executado, o escritor russo Fiodor Dostoievski tem sua pena reduzida para exílio. Décadas depois, ele escreveria suas suas principais obras, Os Irmãos Karamazov e Crime e Castigo.

1894 – Em um julgamento irregular, o capitão francês Alfred Dreyfus, judeu, foi condenado por traição e recebeu a sentença de prisão perpétua por passar segredos militares à Alemanha. Dreyfus foi declarado inocente em 1906.

1968 – Vários músicos, entre eles Caetano Veloso e Gilberto Gil, foram presos na boate Sucata, no Rio de Janeiro.

1975 – Carlos, o Chacal, junto com outros terroristas árabes, fizeram um ataque em Viena, na Áustria. Eles assassinaram três pessoas e fizeram outras 70 de reféns num encontro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo.

João do Pulo em ação

1981 – O atleta João do Pulo, um dia depois de ter sido eleito como o maior desportista latino-americano do ano, sofreu um grave acidente de carro e teve a perna direita amputada.

1986 – Um decreto-lei instituiu o 13º salário para funcionários civis e militares da União.

1988 – O seringueiro e ecologista Chico Mendes foi assassinado no quintal de sua casa por um tiro disparado pelo fazendeiro Darcy Alves da Silva Pereira.

1989 – O exército romeno aderiu às manifestações populares e derrubou o ditador comunista Nicolae Ceaucescu.

1990 – Lech Walesa tomou posse como presidente da Polônia, o primeiro não-comunista a assumir o cargo desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

1994 – O locutor esportivo Osmar Santos sofreu um grave acidente de carro. O traumatismo craniano decorrente da batida resultou em lesões cerebrais que o impediram de voltar a falar normalmente, levando-o a abandonar sua carreira.

1996 – O grupo guerrilheiro Tupac Amaru libertou 225 das 380 pessoas mantidas como reféns na residência do embaixador do Japão no Peru. O sequestro terminaria em abril do ano seguinte.

2001 – O peronista Adolfo Rodríguez Saá foi escolhido o novo presidente da Argentina em meio à crise criada pela renúncia de Fernando de La Rúa.