Ascom Sudesb

Em janeiro, quando a bola começar a rolar pelo campeonato baiano, o gramado de Pituaçu estará todo renovado para receber os jogos. Desde o último dia 10, uma manutenção especializada vem sendo feita no equipamento esportivo, compreendendo várias fases, que vai desde a aplicação de defensivos e adubos, passando por uma poda radical além da descompactação da grama, adubagem e aeração do solo até o top dressing, que consiste na aplicação de areia para o nivelamento do gramado.

Foto: Divulgação

Com essa manutenção especializada, o equipamento esportivo prepara-se para receber, além das partidas do campeonato baiano, jogos do Brasileiro e também treinos oficiais da Copa América 2019, que após 30 anos retorna ao solo brasileiro. Também jogos das copas Metropolitana e 2 de Julho sub 15 acontecem neste estádio.

Com características multiuso, Pituaçu é administrado pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia – Sudesb, autarquia vinculada à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – Setre.

A empresa Greenleaf Gramados, contratada da Sudesb, é a responsável pelos serviços que irão manter o equipamento com os padrões oficiais e internacionais da Federação Internacional de Futebol – Fifa.

O estádio – Em 2009, o estádio passou por ampla reforma, ganhando as características que tem hoje, inclusive o perfil de abrigar, além do futebol, eventos culturais (shows), religiosos e sociais.

Desde 2012, o equipamento também é a casa do Projeto Pituaçu Solar, tornando-se o primeiro estádio na América Latina a ter capacidade de gerar sua própria energia. O excedente da energia gerada também abastece o prédio das secretarias da Setre e da Administração (Saeb), situado no CAB.