Texto e fotos: Maria Akemi

2018 para o Petrolina foi um ano de ressurreição no futebol profissional. A equipe voltou a disputar o Campeonato Pernambucano e se sagrou campeã da Série A2, ganhando o direito de voltar à elite em 2019.

Técnico Alberto Lima conversa com os jogadores (Foto: Maria Akemi)

Sob a batuta de Alberto Lima, a Fera Sertaneja se apresentou na manhã de quinta-feira (27) no Estádio Paulo de Souza Coelho e iniciou a mini pré-temporada. Serão 24 dias de trabalho e segundo o treinador a equipe está fechada.

“Até o momento está fechado, no dia a dia de acordo com os trabalhos a depender das necessidades isso [contratações] pode acontecer. É um bom elenco, tem uma boa comissão e todos estão com seu propósito”, disse à nossa equipe.

Jogadores se movimentam no Estádio Paulo Coelho (Foto: Maria Akemi)

Segundo o presidente Jeferson Oliveira 12 reforços foram contratados e a base da A2 2018 foi mantida. O plantel deve se manter com 26 jogadores para o estadual.

Com o elenco fechado Lima tem um grande desafio: preparar o grupo em pouco tempo. “Temos pouco tempo, são 24 dias de trabalho, mas a expectativa é a melhor. Nós temos que superar as dificuldades”, destacou.