Colaborador: Radialista Juan Leite/Rádio Cidade AM 870

A Sociedade Desportiva Juazeirense que em 10 anos disputou o campeonato Baiano tornando-se a terceira força do futebol da Bahia, disputou em 2017 a série “D” do Brasileirão subindo para a série “C” com méritos, passando pela forte e tradicional equipe do América-RN.

Em 2018 sem um elenco a nível de série “C” foi rebaixada, voltando para a série “D” do Campeonato Brasileiro porém, não foi mal no campeonato Baiano, chegando em terceiro lugar.

No final do ano de 2018, surgem as grandes questões polêmicas, momentos decisivos na Juazeirense que poderá levar a mesma ao fundo do poço, ou o contrário, se erguer e prosperar com as instalações construídas, como o Centro de Treinamento e área de Lazer para os Sócios… Decisão delicada a ser tomada pelo Deputado Roberto Carlos presidente e toda sua Diretoria.

QUE DECISÕES TOMAR?

QUESTÃO DE Nº 1

O Deputado Roberto Carlos informou a imprensa que não pretende mais estar à frente da Juazeirense como presidente, alegou um cansaço natural, de anos e da necessidade de ser mais atuante na vida política em defesa de seus eleitores, de Juazeiro e da Bahia, afinal foram mais de 60 mil votos nas eleições de 2018. Essa decisão da substituição do presidente RC, cargo de muita responsabilidade, ética, moral, de conhecimentos de Relações Humanas, de ser um grande negociador.

Essa decisão poderá levar a Juazeirense a prosperidade com pessoas sérias e capacitadas, ou afundar num grande buraco de dívidas sem retorno, tipo o Juazeiro hoje, que num passado recente, deu tantas alegrias ao torcedor da cidade de Juazeiro e região.

QUESTÃO DE Nº 2

Na Copa do Brasil de 2019 no mês de fevereiro, a Juazeirense vai enfrentar o forte Vasco da Gama RJ jogo marcado para o Estádio Adauto Moraes em Juazeiro, daí a grande questão para uma decisão dificílima… A Juazeirense joga em casa com a presença da sua torcida e também a do Vasco, provendo com certeza, de uma ótima renda? Ou aceita propostas para o jogo ser realizado em outra praça esportiva tipo Brasília no Mané Garrincha pelos 400 mil oferecidos? sendo que terá o repúdio dos torcedores e de toda comunidade esportiva da região.

Esta é mais uma decisão difícil a ser tomada pelo Presidente Roberto Carlos e sua Diretoria.

QUESTÃO DE Nº 3

As Divisões de Base da Juazeirense sofre há 10 anos, sem destacar atletas  para uma boa negociação no mercado futebolístico; Falta as instalações necessárias (Centro de Treinamento), falta material, equipamentos, material humano, enfim, sem apoio empresarial, falta recursos financeiros  para absorver as categorias de base evitando dessa forma, atravessadores que simplesmente usam o nome e documentação da Juazeirense  em outras regiões, para tirar proveitos próprios já que a Juazeirense precisa da base na disputa dos campeonatos regido pela Federação.

Foi apresentado uma proposta que pode alavancar o futebol de Base e até mesmo do Profissional que é o PROJETO COOPERATIVISTA ABRACE A JUAZEIRENSE onde todos participam, somando para a construção de uma nova Juazeirense e todos terão ganhos proporcionais através de um Título Financeiro e eventos diversos promovidos por toda região.

A Diretoria não deu um parecer, falta a Decisão final do Presidente Roberto Carlos.

Portanto as Decisões a serem tomadas é de grande responsabilidade por parte da Diretoria e Presidência da nossa Juazeirense.

Vamos aguardar e ver que rumo essa grande agremiação irá tomar…  Ir no caminho de uma documentação engavetada tipo o Juazeiro ou a prosperidade, tornando um clube a nivel de série “A”.

QUE DEUS ILUMINE A TODOS NÓS.