Crédito: Isto É

Neste 1.º de janeiro, Jair Bolsonaro, 38º presidente da República do Brasil, participa da cerimônia de posse que dá início ao primeiro de seus quatro anos de mandato. A expectativa do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), órgão ligado à defesa da Presidência, é de que até 500 mil pessoas participem do evento que ocorre na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O presidente deve chegar à Esplanada por volta das 14h30.

O trajeto

Jair Bolsonaro deve sair por volta das 14h30 da Granja do Torto, uma das residências oficiais da Presidência, com destino à Catedral Metropolitana de Brasília, um dos marcos arquitetônicos da cidade, localizada na Esplanada. Ele estará acompanhado da primeira-dama Michelle Bolsonaro. Em frente à Catedral, Bolsonaro encontrará o vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, e em carros separados seguirão ao Congresso Nacional.

Da Catedral, Bolsonaro segue para o Congresso, onde deve chegar às 15h. Tradicionalmente, os eleitos desfilam no Rolls-Royce, modelo 1952, da Presidência, mas, por segurança, não está descartado o trajeto ser feito em carro fechado e blindado. Bolsonaro, o vice e suas esposas serão recebidos pelo presidente do Congresso e do Senado, Eunício de Oliveira (MDB-CE), e pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Na Casa, também estará presente o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, além de outros líderes políticos. Às 16h, haverá uma sessão solene no Plenário da Câmara, fechada para convidados, conduzida por Eunício, que deve discursar após o presidente eleito. O Hino Nacional será executado pela Banda dos Fuzileiros Navais, e então o presidente e o vice-presidente serão considerados empossados.

Após essa cerimônia, Bolsonaro desfilará em direção ao Palácio do Planalto, trajeto que contará com a tradição de 21 tiros de canhão e desfile das tropas do Exército Brasileiro. Ao subir a rampa do Palácio, por volta das 16h30, Bolsonaro será recebido pelo presidente Michel Temer, que entregará a faixa presidencial ao novo presidente. A cerimônia se encerra com um discurso público de Bolsonaro, que também deve empossar seus ministros e posar para a foto oficial.

Para finalizar, um coquetel ocorrerá no Palácio do Itamaraty com a presença de aproximadamente 2.500 convidados, entre eles autoridades nacionais e internacionais. Às 20h30, há previsão de que ele vá para o Palácio do Planalto.