Com aulas gratuitas de ginástica, futsal, karatê e boxe, mais de 100 pessoas participaram das atividades na manhã desta sexta, 25

Os alunos de iniciação esportiva e inclusão social do projeto Transformação Através do Esporte participaram do Festival Esportivo, que aconteceu na manhã desta sexta-feira (25), na comunidade de São João do Cabrito, Subúrbio Ferroviário de Salvador. Cerca de 120 pessoas, entre crianças e idosos, fizeram aulas gratuitas de ginástica, futsal, karatê e boxe.

Foto: João Ubaldo/Sudesb

Presente nos bairros do Rio Sena e São João do Cabrito, o projeto do Movimento de Cultura Popular do Subúrbio (MCPS), que atende 400 pessoas, é mantido pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência dos Desportos (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), por meio de edital, com duração de um ano.

A Sudesb apoia outros 32 projetos, além do Programa de Esporte e Lazer da Cidade (PELC). Desse conjunto, 14 estão em funcionamento na capital e no interior, cinco encerram atividades no final de janeiro e os demais encerraram em dezembro/2018. O PELC terá atividades até junho/2019 em 100 núcleos espalhados em 78 municípios baianos. São mais de 15 mil pessoas atendidas pelos projetos sociais de iniciação Esportiva e mais 40 mil pelo PELC.

Para Antônio José, de 61 anos, as aulas de ginástica têm contribuído para melhora da autoestima e na qualidade de vida. “Antigamente minha pressão arterial subia demais e as pernas já não obedeciam. Agora, não tenho mais esses problemas”, concluiu.

Foto: João Ubaldo/Sudesb

Bastante emocionada, Maria do Rosário, 67 anos, comemora o fato de o projeto existir. Para ela, além da atividade física, o convívio com outras pessoas têm sido fundamental. “Sempre com muitas dores, eu evitava sair de casa, mas depois que eu conheci o projeto tudo mudou, tenho uma nova família. A aula de ginástica foi a minha salvação”, disse a aposentada.

Para implementar a execução dos projetos, a Sudesb conta com recursos do Fundo de Combate à Pobreza (Funcep), originados da Secretaria de Promoção à Igualdade Racial (Sepromi) e em atendimento à aplicação do Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa. O projeto também atende às políticas do programa Pacto pela Vida, uma ação de Governo que tem por objetivo principal a promoção da paz social.

Ascom Sudesb – Marcus Carneiro DRT 3614