Crédito: emcimadolance.com.br

A partida entre Aparecidense e Ponte Preta está anulada. Em julgamento realizado na noite desta sexta-feira, na sede da OAB em Fortaleza, os auditores do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) aceitaram o recurso do departamento jurídico da Macaca e cancelaram o resultado o jogo válido pela primeira fase da Copa do Brasil.

O clube campineiro reclamou de interferência externa na partida do dia 12 de fevereiro, em Aparecida de Goiânia. O time da casa venceu por 1 a 0, gol de Uederson, mas a Ponte chegou a empatar no fim do segundo tempo com Hugo Cabral. O lance foi anulado pela arbitragem depois de um tumulto no centro do gramado.

“Prevaleceu a verdade dos fatos e por isso estamos muito felizes. Agora é ter todo o empenho para vencermos em campo”, disse o presidente da Ponte, José Armando Abdalla Júnior, que foi pessoalmente ao julgamento na capital cearense.

O diretor de futebol do Aparecidense, João Rodrigues, comentou a decisão do STJD e disse que o clube entrará com recurso para reverter a situação.

“Vamos buscar nossos direitos. O que for preciso, nós vamos fazer. Os advogados devem entrar com recurso amanhã (sábado) mesmo. O que estiver dentro da lei, vamos fazer”, afirmou.