Falôôô... A opinião de Jota-Jota

Até o momento, o campeonato baiano de 2019 não apresentou problema sério com relação às arbitragens, os casos verificados, não causaram transtornos à competição, até mesmo no clássico entre Bahia e Vitoria, além de revelar boas arbitragens, de árbitros emergentes, que estão arbitrando com segurança e muita responsabilidade.

Mas nesta última rodada, onde seis equipes buscam a passagem para as semifinais, e outras duas tentam fugir do rebaixamento, deixa a rodada muito tensa, e cheia de responsabilidade para os homens do apito, e muito mais para os dirigentes dos clubes, assim como para atletas e treinadores, que por um erro, podem ver seus meses de trabalho, escaparem pelos vãos dos dedos.

Já escalados pela comissão de arbitragem, os cinco escalados e mais sua equipe, que envolve os auxiliares, e o quarto árbitro, já estão em ação, e terão que ter muita calma, e tomadas de decisões certas, impondo suas autoridades, sem, no entanto, extrapolar as mesmas.

Com tudo isso, é bom que todos estejamos de olho nos apitos, esperando que tudo possa transcorrer normalmente, haja vista que é o crepúsculo da fase de classificação, quem passou, passou, quem não passou, fica pelo caminho, e na parte de baixo da tabela, dois querem escapar da degola, por isso a responsabilidade de todo o quarteto de arbitragem envolvidos.

Para garantir a isenção, e também o possível benefício deste, ou mesmo daquele clube, todos os jogos estão marcados para o mesmo horário, salvo as malandragens, de atraso dos clubes, o que não cabe mais no futebol moderno.

Aguardemos os acontecimentos, e esperançosos de que, toda rodada, seja complementada, sem erros de arbitragem.

#PRONTOFALEI.