Texto: Maria Akemi – Foto: Carlos Humberto

Foto: Carlos Humberto

A última rodada da fase de Grupos do Campeonato Brasileiro da Série D colocou frente a frente a Juazeirense, com chances de classificação e o Interporto já eliminado. Mas apesar da distância na tabela do Grupo A9, as duas equipes fizeram uma partida equilibrada na noite desse domingo (9), no Estádio Adauto Moraes.

Precisando da vitória para avançar de fase o Cancão de Fogo tomou a iniciativa e assustou os visitantes, forçando Amaral a trabalhar nos primeiros minutos. Passado o ímpeto dos primeiro 10 minutos o time do Tocantins começou a entrar na partida e dificultou as subidas do Cancão de Fogo.

Com muitos passes errados e pouca criatividade dos meios de campo, as equipes batiam cabeça no círculo central. Sabendo da necessidade de vencer, Carlos Rabelo mexeu ainda na primeira etapa. Ele sacou Willian Kaefer e colocou Balotelli, que já no primeiro lance se mostrou disposto a ajudar.

No segundo tempo a partida ficou mais aberta, com as duas equipes se revezando no ataque. O Interporto aproveitava os espaços deixados pelo Cancão para contra-atacar e colocou Gleibson para trabalhar em pelo menos duas ocasiões.

Correndo contra o tempo, o Cancão pressionava, pressionava e não obtinha êxito em balançar as redes. Faltava aquele capricho no último toque. A melhor chance em toda a partida veio aos 31, com Toni Galego. Sozinho o camisa 21 cabeceou firme e a bola teimou em ir para fora.

O alívio veio aos 39 com Jeam. O camisa 7 recebeu um belo lançamento vindo da defesa do Cancão, avançou entre dois marcadores e deu um toquinho tirando de Amaral. Um minuto depois Jeam teve a chance de decretar a vitória, num replay do lance do gol. Só que dessa vez o chute foi para fora.

Esse placar, somado a vitória por 2×0 do Itabaiana sobre a Aparecidense permitiram ao Cancão avançar de fase na segunda colocação do Grupo A9.

FICHA TÉCNICA

Juazeirense 1×0 Interporto

Local: Estádio Adauto Moraes, Juazeiro (BA)
Data: 09/06/2019
Hora: 18h
Juazeirense: Gleibson; R. Ramos, Emilio (Marcos aos 28 do 2°T), Emerson e Willian; Waguinho, Jeam, Willian Kaefer (Baloteli aos 38 do 1°T) e Iran; Clebson e Nino Guerreiro (Toni Galego).

Reservas: Bruno; Marcio, Cesinha, Marcos, Caio Cezar, Ewerton, Hugo, João Neto, Balotelli e Toni Galego.

Interporto: Amaral; Juninho, Walter, Rodrigo e Raimundo (Cleilton aos 19 do 2°); Douglas (Clecio no intervalo), Lucas (Marley), Arthur e Aleff; Emmerson e Damião.

Reservas: Marcio; Marley, Clecio e Cleilton.

Arbitragem: Tiago Nascimento dos Santos; Ricardo Bezerra Chianca e Daniele de Andrade Felipe (auxiliares). Bruno Pereira Vasconcelos (4º árbitro)

Cartões amarelos: Amaral, Damião e Rodrigo, do Interporto; Jeam, Rodrigo e Kaefer, da Juazeirense

Público: 265 pagantes (38 não pagantes)
Renda: R$ 2.650,00
Gols: Jeam, aos 39 do 2º T