Fonte “O Livro das datas do futebol” de Rodolfo M. Rodrigues

1934 – Após o Ba-Vi do dia anterior, o atacante Bitonha, do Bahia, se suicida. Preso por agredir o árbitro Vivaldo Tavares no clássico contra o Vitória, Bitonha se matou quando estava na prisão.

1974 – Nasce o goleiro Marcos, em Oriente (SP). Marcos Roberto Silveira Reis foi campeão da Copa do Mundo de 2002 pela Seleção Brasileira e da Libertadores de 1999 pelo Palmeiras.

1981 – Pela Libertadores, Atlético-MG e Flamengo empatam por 2 x 2, no jogo que marcou a inauguração do novo placar do Mineirão. Neste dia, o árbitro José Roberto Wright encerrou o primeiro tempo aos 40 minutos. As equipes, que tinham deixado o gramado, precisaram voltar para jogar os cinco minutos finais.

1990 – O gol de cabeça do argentino Cláudio Caniggia aos 22 do segundo tempo na semifinal contra a Itália pôs fim à sequência do goleiro Walter Zenga de 517 minutos sem tomar gol — um recorde da Copa do Mundo da FIFA que ainda está intacto.

2001 – O goleiro italiano Gianluigi Buffon, 23 anos, é vendido pelo Parma ao Juventus por 50,9 milhões de dólares. É a maior transação envolvendo um goleiro no futebol mundial.

2010 – O tento de Thomas Mueller que abriu o placar contra a Argentina foi o 200º gol da Alemanha na história da Copa do Mundo. A Alemanha foi a primeira seleção a atingir essa marca depois do Brasil, que já chegou a 210.

Iker Casillas espanha – foto maisfutebol IOL

2010 – Iker Casillas tornou-se o terceiro goleiro a defender dois pênaltis na Copa do Mundo, mas o primeiro em duas edições diferentes, pois tinha defendido uma cobrança de Ian Harte em 2002. O polonês Jan Tomaszewski (1974) e o americano Brad Friedel (2002) são os outros dois goleiros que já defenderam duas cobranças.