Programa FazAtleta publica no DOE desta terça-feira, 11, primeira lista dos contemplados de 2020 

A edição do Diário Oficial do Estado desta terça-feira, 11 de agosto, traz publicada a lista com o nome dos primeiros 20 atletas que tiveram suas propostas aprovadas pelo Programa FazAtleta deste ano de 2020. Dentre eles, atleta como Bruno Jacob – vice-campeão mundial e campeão sul-americano de jet-ski, que agora em 2020 completa uma década que recebe o benefício do programa -, e aqueles que estão tendo projetos aprovados pela primeira vez, a exemplo de José Elenildo da Silva (ciclismo),  Maria Vitoria de Brito  (judô) e Felipe Arêas Derschum (canoagem).

As duas dezenas de propostas somam o total de R$381.721 mil em renúncia fiscal do governo do estado junto às empresas patrocinadoras. Para este ano, o Governo da Bahia destinou um total de R$4,5 milhões para o programa, valor correspondente ao exercício financeiro de 2020.

 “Estamos publicando a primeira leva de propostas aprovadas. Em breve, anunciaremos outras que foram encaminhadas à Comissão Gerenciadora do FazAtleta agora no final de julho. Num ano tão difícil para o segmento do esporte, um dos mais atingidos com as restrições da pandemia do coronavírus, programas como este do Governo da Bahia é de grande importância para o incentivo aos atletas”, observa Vicente Neto, diretor geral da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego e Esporte (Setre), e presidente da Comger.

Para o gestor, é muito importante a participação do setor privado na adesão ao programa, que funciona por meio da concessão de abatimento no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dado pelo Governo a empresas situadas na Bahia e que apoiam financeiramente projetos. “Com o apoio, ganham todos: o estado, por ter um atleta em treinamento qualificado e continuado; a empresa, que associa sua marca a uma pauta tão interessante como a do esporte, e obviamente o atleta, que terá tranquilidade financeira para fazer sua preparação física e ainda participar de provas dentro e fora do estado para melhorar o seu ranking”, observa Vicente.

Nos próximos dias, a secretaria executiva do FazAtleta entregará aos atletas o certificado de enquadramento ao programa, documento que deverá ser apresentado  pelo beneficiado à empresa patrocinadora para início da liberação do recurso.

Criado em 1999, o FazAtleta é destinado a atletas, equipes e eventos. O apoio inclui o pagamento de despesas em viagens, aluguel de equipamento esportivo, contratação de seguro de vida e aquisição de material esportivo, além de bolsa-auxílio para o atleta que se dedica exclusivamente à prática esportiva e remuneração do técnico que o acompanha, dentre outros benefícios.

Ascom Sudesb – Hilda Fausto – DRT 1748