Por Tony Martins – Foto Conmebol

Quando o médico Antonio Sergi, autor do hino do Palmeiras, escreveu os versos de sua obra, possivelmente, imaginava cenários de lutas e batalhas a serem enfrentadas pelo clube. A expressão “quando surge o alviverde imponente no gramado em que a luta o aguarda…”, parece ter sido absorvida pelos jogadores palmeirenses na tarde/noite de ontem (27/11/2021), no lendário Estádio Centenário em Montevideo, quando o Palmeiras venceu o Flamengo na prorrogação por dois a um.

Toda a imprensa, mesmo respeitando a história do Palmeiras, colocava um certo favoritismo para o Flamengo, embora não exagerado. Contudo, foi a imponência e a força dos verdes que marcaram a conquista palmeirense que chega ao tri campeonato da Libertadores, sendo dois seguidos (2020/2021), igualando ao feito do Santos de Pelé que foi bi em 1962 e1963.

A hegemonia do Palmeiras na América do Sul está muito relacionada à competência do treinador Abel Ferreira que vem fazendo um bom trabalho no alviverde paulista, conquistando duas vezes seguidas a Taça Libertadores da América. Aliás, os treinadores portugueses ganharam as três últimas edições da competição, pois, Jorge de Jesus foi campeão com o Flamengo em 2019.