Falôôô… A opinião de Jota Jota

A disputa chegou ao seu final, e é preciso que se respeite os resultados das urnas, deixando de lado a luta pela administração do Esporte Clube Vitoria. De agora em diante, o que precisa ser feito é voltar ao Barradão e torcer para que o Vitoria volte a ser grande.

“Apesar de não concordar com os pensamentos do presidente eleito, meus rumos e maneira de trabalho são divergentes da dele, mas isso nada mais importa, só o Esporte Clube Vitoria, e por amar este clube, de estar em todos os jogos, só posso desejar o de melhor para ele.”

Estas foram as afirmações de Raimundo Viana, depois de uma conversa com seus fiéis escudeiros, dentre eles Djalma Abreu, que também fizera parte da chapa inscrita, revelando ainda, de que de forma alguma entrará na justiça, para que se possa reverter situações, e ou fatos, haja vista que se não agiram de tal forma, antes do pleito, não será neste momento, que o clube mais precisa de paz e de trabalho, que como oposição, tomarão medidas, no sentido de estagnar, a corrida em busca do melhor.

Djalma e Raimundo, afirmam, que o direito do sócio, explicitado nas urnas, é merecedor de respeito e aceitação, e assim como eles, pudemos ver nas redes sociais, algumas manifestações no mesmo sentido, dentre os depoimentos, vimos o da “Tia Edna do Vitoria”, que revela não votar em Paulo Carneiro, mas que agora, a sua vontade e desejo, é de ver o clube, disputando certames, com a probabilidade de vence-los, e não de apenas um mero coadjuvante.

Claro que em como todos os seguimentos, existem, os que não concordam com os fatos concretizados, por motivos que só a eles dizem respeito, e cada cabeça, uma sentença, em cada coração, uma forma diferente de interpretar e dedicar o seu amor, também isso deve ser respeitado.

O que chama a atenção, foi a postura dos até então postulantes aos cargos eletivos do clube, que após serem derrotados, assimilaram a vontade do sócio torcedor, e agora, continuarão sendo, os de arquibancadas, com suas cadeiras pagas, e que querem libertar, os gritos de gols, e as palmas, que estão a muito tempo presas, e que a alegria de ser Vitoria, possa ser novamente aflorada.

É tempo de ajudar, de associar, de participar ativamente da vida do clube, só assim, as cobranças serão válidas, observando de perto, o Deliberativo, Administrativo e Fiscal.

A mudança desejada, voltou a acontecer, só não podendo se espelhar na que a Democracia trouxe consigo, a hora de mudar tudo é agora. É a esperança, que nunca morreu, dentro dos corações rubro negros, mesmo estando em lados opostos.

#PRONTOFALEI