Lendário ator foi eternizado como 007, mas por pouco não jogou no Manchester United

Texto: Maria Akemi - Foto: Reprodução/Blog do Juca Kfouri

O mundo artístico se despediu, nesse sábado (31), do lendário ator escocês Sean Connery. Eternizado nas telonas como James Bond, Connery tinha uma forte ligação com o futebol. De origem humilde, atuava no esporte amador do seu país e por pouco não vestiu a camisa do Manchester United, em 1951.

Aos 21 anos, Connery foi observado pelo também lendário treinador dos Diabos Vermelhos, Matt Busby em uma partida amistosa. Mas como já havia ingressado na carreira artística (Sean já fazia aulas de teatro), o ator desistiu do sonho de atuar nos gramados para brilhar nas artes.

Também nutria uma paixão pelo tênis. A razão para desistir do futebol? Sean Connery sabia que haveria um prazo de validade. E a decisão foi acertada: seu Oscar veio aos 57 anos.