Divulgação

Já estão abertas as inscrições para a 23ª edição do Festival Edésio Santos da Canção (FESC) de Juazeiro, no Norte da Bahia. O tradicional festival de composições inéditas voltadas a todos os gêneros e estilos da Música Popular Brasileira será realizado entre os dias 10 e 12 de dezembro, conforme saiu no Diário Oficial do Município desta terça-feira (6).

A inscrição é gratuita e deve ser feita até o dia 6 de novembro por meio de formulário online e cada candidato poderá inscrever até duas músicas, sendo que apenas uma será selecionada. As músicas precisam ser inéditas e originais, ou seja, nunca terem sido gravadas em disco, não ter concorrido em outro festival, não ter sido disponibilizada nas plataformas digitais como site, aplicativos, rede social ou mídia social.

Serão selecionadas 24 canções que irão concorrer em duas etapas eliminatórias e uma final. Um terço dessas canções selecionadas na triagem serão de músicos juazeirenses e/ou radicados na cidade por, no mínimo, dois anos.

De acordo com o edital, as eliminatórias serão transmitidas através das redes sociais.

Premiação

Dentre as doze músicas escolhidas para a etapa final, as três primeiras colocadas, o melhor intérprete, e o vencedor do júri popular serão premiados. A primeira colocação leva R$ 10,5 mil + troféu; a segunda, R$ 8,5 mil + troféu; a terceira, R$ 6,5 mil + troféu. O melhor intérprete e o vencedor do júri popular levam, respectivamente, R$ 3,5 mil e R$ 2,5 mil + troféus.

Lei Audir Blanc

A Prefeitura Municipal de Juazeiro lançou quatro editais que serão trabalhados com recursos da lei de auxílio emergencial para comunidade artística-cultural, Aldir Blanc. Os editais são: Usinas Culturais, Manifestações Populares, Cultura Identitária e Festival Edésio Santos da Canção.

A lei Aldir Blanc 14.017/20, foi sancionada em 29 de junho de 2020 e prevê pagamento de renda emergencial mensal aos trabalhadores da cultura – R$ 600 pelo período de três meses -, subsídio mensal para manutenção de espaços artísticos e culturais – entre R$ 3 mil e R$ 10 mil – e iniciativas de fomento cultural, como editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural e outros instrumentos destinados à manutenção de agentes, de espaços, de iniciativas, de cursos, de produções, entre outros.

Confira o edital completo (página 29)