Texto: Maria Akemi - Foto: Reprodução

A cultura brasileira perdeu um grande nome nessa segunda-feira (4). Aldir Blanc morreu aos 73 anos no Rio de Janeiro, vítima do coronavírus. Ele estava internado desde o dia 10 de abril e foi diagnosticado com a covid-19.

Blanc, além de compositor era escritor. Seja na música ou na literatura, nunca escondeu sua paixão pelo Vasco. Torcedor apaixonado pelo cruzmaltino, Blanc converteu as filhas em torcedoras do Gigante da Colina.

A ligação de Blanc com o futebol passa pelo livro A Cruz do Bacalhau e também se estende à Seleção Brasileira. Ele é um dos autores da famosa canção Coração Verde e Amarelo, que embalou a conquista do tetra em 1994.

Através de suas redes sociais o Vasco prestou uma última homenagem a um dos seus maiores torcedores. Perde-se uma referência cultural em um momento no qual somos tão carentes de bons exemplos.