Ambulantes já vendem camisa pirata do Flamengo com patrocínio da Amazon

Da Redação
Pirata: detalhe da camisa vendida por ambulante nos arredores da Central do Brasil (Foto do leitor/Reprodução)

Camisas do Flamengo com o patrocínio master da gigante do e-commerce Amazon estão sendo vendidas por camelôs do Rio de Janeiro. Com contrato ainda em vigor com o banco BS2 até o dia 30 de junho, era tudo o que o clube carioca não queria, até porque a diretoria rubro-negra não confirmou ainda a empresa americana como o novo patrocinador master do clube.

Durante o programa Bem, Amigos do canal SporTV desta segunda-feira, o presidente Rodolfo Landim foi o entrevistado e se negou a revelar o nome do novo parceiro do clube. Provocado pelos jornalistas, Landim chegou a insinuar que todos teriam uma grande surpresa quando o clube revelasse quem estaria na parte nobre da camisa do Flamengo.

Dias atrás, Fred Tannure, diretor do projeto de esportes eletrônicos do clube, assegurou que “A Amazon, pelo que parece vai ser um contrato de três anos ou dois anos e meio com o Flamengo”, disse, sem revelar valores.

Indo na mesma direção, em outra entrevista, o vice-presidente de marketing e comunicação do Flamengo, Gustavo Oliveira, confirmou a proposta da Amazon, mas preferiu não dar maiores detalhes: “Não podemos falar por razões contratuais. Recebemos, sim, uma proposta e estamos tratando o assunto internamente. O que posso falar é que hoje temos contrato com a BS2 e é um grande parceiro do Flamengo. Continuam na posição master”.

Com informações da Veja-Rio