Por Jacira Felix – Jornalista em Multimeios

O craque do futebol Daniel Alves, jogador do São Paulo, viralizou nas redes sociais após publicar stories no Instagram, onde aparece em pleno Sábado de Aleluia comendo rapadura, doce típico do nordeste brasileiro, feito à base de cana-de-açúcar.

“Páscoa, sei que vocês gostam de chocolate, mas eu como um bom nordestino, nessa páscoa eu como rapadura. Sabem o que é isso?”, disse o lateral-direito na postagem.

Natural de Juazeiro da Bahia, Daniel Alves enaltece a opção dele nessa páscoa. E você, trocaria o tradicional ovo de chocolate por um pedaço de rapadura como fez o craque? A Dra. Carol Couto (CRM – BA 17082/ CRM – PE 21178), médica com atendimento voltado para o emagrecimento, faz ressalvas sobre a opção do jogador.

“A rapadura é feita com o caldo concentrado da cana, por isso é considerada um alimento pouco processado e altamente nutritivo, o que significa que preserva muitas das suas propriedades nutricionais como cálcio, magnésio, fósforo e potássio. Contudo, não podemos esquecer que a rapadura também é rica em calorias, por isso deve ser consumida em pequenas quantidades”, disse.

Tanto o chocolate quanto a rapadura têm benefícios, mas provocam prejuízos quando consumidos em excesso, então, seja qual for a escolha, o ideal é comer em pequena quantidade. Dentre os benefícios da rapadura, sabe-se que ajuda no combate a anemia, ajuda o sistema nervoso, por ser fonte de vitamina B12, previne cãibras e osteoporose pela presença do cálcio e potássio.

De acordo com a Dra. Carol Couto, se consumida em quantidades indicadas e horários adequados, a rapadura pode ser um agente potencializador para a realização de atividades físicas e pode ajudar até no ganho de massa muscular.

“Para quem pratica atividade física de alta intensidade, como maratonistas, ciclistas de longos percursos, a rapadura é uma excelente alternativa, por fornecer bastante calorias e nutrientes mesmo com pequenas quantidades. Já para quem gosta de rapadura e está em processo de emagrecimento a dica é comer um pequeno pedaço após ingerir saladas e fibras que ajudam a minimizar os picos de açúcar que se transformarão numa gordura ruim”, orienta.