Argentina vence Chile na disputa pelo terceiro lugar mesmo com Messi expulso no primeiro tempo

Durante a premiação o atacante argentino se recusou a receber a medalha de terceiro lugar.

Da Redação
Foto: AFP

Na disputa do 3º e 4º lugar da Copa América, a Argentina derrotou neste sábado 6 o Chile por 2 a 1 na Arena Corinthians, em jogo que marcou a segunda expulsão de Lionel Messi em sua história – no mesmo lance o chileno Medel também recebeu o cartão vermelho.

Sérgio Agüero abriu o marcador e Paulo Dybala ampliou para 2 a 0 no primeiro tempo. De pênalti, Arturo Vidal diminuiu para o Chile no tempo final.

Crítico da arbitragem e organização do torneio, o atacante argentino se recusou a receber a medalha de terceiro lugar, e disse que a Conmebol preparou tudo para favorecer a Seleção Brasileira. A Conmebol reagiu e emitiu comunicado se defendendo das acusações o craque argentino.

Abaixo, veja a nota oficial da Conmebol:

“No futebol, às vezes se ganha e às vezes se perde, e um pilar fundamental do fair play é aceitar os resultados com lealdade e respeito. O mesmo ocorre para as decisões arbitrais, que são humanas e sempre serão perfectíveis.

É inaceitável que em função de incidentes próprios da competição, que contou com 12 seleções em igualdade de condições, se lancem acusações infundadas que faltam com a verdade e põem em discussão a integridade da Copa América.

Tais acusações representam uma falta de respeito à competição, a todos os futebolistas participantes e às centenas de profissionais da CONMEBOL, instituição que desde 2016 vem trabalhando incansavelmente pela transparência, profissionalização e desenvolvimento do futebol sul-americano”.

-CONMEBOL-

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 2 X 1 CHILE

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 6 de julho de 2019 (Sábado)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai)
Assistentes: Eduardo Cardozo (Paraguai) e Dario Gaona (Paraguai)
Público: 41.573 pagantes
Renda: R$ 7.180.385,00
Cartões amarelos: Pezzella, Paredes, Foyth e Tagliafico; Beausejour, Vidal, Pulgar (Chile)
Cartões vermelhos: Messi (Argentina); Medel (Chile)
Gols:

ARGENTINA: Aguero, aos 12 minutos, Dybala, aos 22 minutos do primeiro tempo
CHILE: Vidal, de pênalti, aos 14 minutos do segundo tempo

ARGENTINA: Armani, Foyth, Pezzella, Otamendi e Tagliafico; De Paul, Paredes e Lo Celso (Funes Mori);  Messi, Agüero (Suárez) e Dybala (Di María). Técnico: Lionel Scaloni

CHILE: Arias; Medel, Paulo Díaz e Jara (Maripán); Isla, Pulgar, Aránguiz (Castillo), Vidal e Beausejour; Eduardo Vargas e Alexis Sánchez (Júnior Fernandes). Técnico: Reinaldo Rueda