Da Redação – por Carlos Humberto: Texto e fotos

O atacante Hailton, ex-jogador do Juazeiro Social Clube, foi homenageado nesta quinta-feira (19), ao ter eternizada a marca dos seus pés na Calçada da Fama do Estádio Adauto Moraes, ao lado de Caboclinho, Nunes, Bobô, Padeirinho, Mário e outros nomes ilustres que fazem parte da história do futebol de Juazeiro (BA).

A iniciativa, liderada por ex-jogadores amadores e profissionais – Janilson, Vágner, Juninho Petrolina, Murilo, Baé, Serginho, Geovane, Nixon, Murilo, Ciel, Fábio, Rodriguinho e Gilbertinho –, teve o apoio do vereador Aníbal, do deputado Roberto Carlos e da Prefeitura Municipal de Juazeiro, representada pelo secretário de esportes Sérgio Fernandes e sua equipe.

Hailton dos Santos Araújo, 47 anos, começou no futebol defendendo as cores de equipes de ligas amadoras e alcançou o profissionalismo vestindo a camisa do Juazeiro Social Clube, primeiro clube profissional do Vale do São Francisco.

Sempre em destaque por onde passou – defendeu Fluminense de Feira de Santana, Murici-AL e Itabaiana-SE, para citar alguns –, fez história no Juazeiro, e chegou ao auge em 2001, quando se tornou vice-campeão estadual e artilheiro do campeonato com 17 gols, em 17 jogos, sem bater faltas ou pênaltis.

Incontestavelmente, é o maior artilheiro da história do time que revelou Daniel Alves, ao superar a marca de 100 gols. Alguns historiadores falam em 104 gols, outros em 106 ou 107. Mas, se existe imprecisão na estatística, o recorde de Hailton, o Peito de Pombinha, é um desafio a ser superado entre os clubes da região.

GALERIA DE FOTOS