Por Tony Martins

A Juazeirense conheceu sua primeira derrota no Campeonato Baiano de 2021, em jogo realizado na tarde de domingo (07/03), no estádio Adauto Moraes, contra o Atlético de Alagoinhas que lhe aplicou um categórico 3 x 1. Esse resultado deixou o Cancão de Fogo na terceira posição com 6 pontos em três jogos disputados.

Com problemas enfrentados durante a semana, o Atlético de Alagoinhas, dispensou vários jogadores, após a derrota diante do Bahia de Feira no meio de semana, mesmo assim, não teve dificuldade para montar uma armadilha, pegar o Cancão de fogo e vencer até com facilidade, haja vista, não ter sofrido pressão durante toda a partida, fazendo uma partida impecável defensivamente e sendo eficiente para fazer os gols.

Aliás, jogando no estádio Adauto Moraes, desde o dia 04 de abril de 2018, quando perdeu para o Confiança por um a zero, valendo pela Série C, o Juazeirense foi derrotado apenas pelo Atlético de Alagoinhas (duas vezes), sendo que nos últimos quatro confrontos entre as duas equipes, a equipe Atleticana venceu três e perdeu apenas um jogo, prevalecendo a tradicional freguesia.

O JOGO

Aos 6 minutos Elcarlos fez um lançamento para Kesley, o goleiro Fabio lima salvou, afastando a bola da área. Aos 19 minutos Muller limpou a bola na entrada da área e chutou colocado, Rodrigo Calaça espalmou e salvou a Juazeirense. Aos 35 minutos a defesa juazeirense bateu e quase o Atlético de Alagoinhas quase marca, mas, a bola desviou na zaga e foi para escanteio, na cobrança a bola chegou na pequena área para a conclusão de Gilmar, que fez um a zero aos 36 minutos, diante da estática defesa do Cancão de fogo.

Mesmo com maior posse de bola, e perdendo por um a zero, a Juazeirense nada produziu na primeira fase da partida, onde o futebol de Clebson, Elcarlos, Kesley e Nino foi ofuscado pelo sistema defensivo atleticano. Para complicar ainda mais a situação, o time dirigido por Givanildo Sales deu espaços para que o adversário levasse perigo à meta defendida por Rodrigo Calaça, contudo, o primeiro tempo terminou com a vantagem mínima para o Atlético.

O técnico Givanildo Sales, percebendo o fraco rendimento de seu time fez três mudanças logo no intervalo, colocando Jô, Raylan e Maycon nos lugares de Carlinhos do Rodeadouro, Patrick e Nino, respectivamente.

Só aos 15 minutos do segundo tempo a Juazeirense incomodou o Atlético, num chute de Clebson, para uma boa defesa o goleiro Fábio Lima. Aos 22 Kesley recebeu livre na pequena área e chutou para fora.

FINAL ELETRIZANTE

Depois dos 20 minutos do segundo tempo, as duas equipes só voltaram a criar chances no final do jogo. Aos 43 minutos a defesa da Juazeirense rebateu mal, William pegou quase do meio campo chutou por cobertura, fazendo um golaço, o terceiro gol aconteceu aos 45 minutos finais, quando o goleiro Rodrigo Calaça defendeu duas vezes os chutes do ataque atleticano, mas, no terceiro arremate de dentro da área, o atacante Roninha fez três a zero. Aos 50 minutos Jô diminuiu para a Juazeirense, fechando o placar em 3 X 1.

OS NOMES DO JOGO

Na partida diante do Atlético de Alagoinhas, apenas o goleiro Rodrigo Calaça se destacou com boas defesas, não tendo em seus companheiros o mesmo desempenho. No Atlético deve-se enaltecer o ainda interino Zé Carijé, que é um treinador com vivência no Campeonato Intermunicipal da Bahia, trabalhando com seleções amadoras, onde conquistou vários títulos.

Toda a defesa do Atlético esteve bem, inclusive o goleiro Fábio Lima. No meio campo William esteve mais na contenção das jogadas, enquanto que Gilmar, autor do primeiro gol e William que além de fazer um golaço, determinaram o ritmo da partida do começo ao fim. Emerson e Roninha, que entraram depois, infernizaram a vida da defesa juazeirense.

O QUE VIRÁ

Agora a Juazeirense, que não fez valer o seu mando de campo contra o Atlético de Alagoinhas (no campeonato passado ganhou mais partidas jogando fora de casa), terá o desafio de vencer o Sport Club do Recife quarta feira (10/03) no estádio Adauto Moraes para continuar na Copa do Brasil e vencer o Bahia de Feira, também no estádio Adauto Moraes no domingo (14/03), para voltar a liderança do Campeonato Baiano.