Da Redação
Jogador do Bahia Índio Ramirez (Foto: Felipe Oliveira/ECB)

O presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Belintani, divulgou carta nesta quinta-feira, comunicando a reintegração do jogador Índio Ramirez ao elenco de profissionais do Esquadrão. Ramirez foi acusado pelo meia Gerson, do Flamengo, de injúria racial (relembre aqui).

Segundo o dirigente, “Não foram encontradas outras provas além da palavra de Gerson, do Flamengo, que acusou o colombiano de racismo durante o último duelo entre as equipes”, disse em entrevista à TVE Bahia.

O jogador estava afastado desde o após a partida contra o Flamengo, realizada no Maracanã no dia 20.

A carta que oficializa o ato do presidente está publicada na íntegra no site oficial do Bahia.

No documento, o cartola promete a “Inclusão de cláusula anti-racista, xenofóbica e homofóbica no contrato dos atletas”.

Elias afastado

O treinador Dado Cavalcanti comunicou à diretoria do Bahia que o jogador Elias não será aproveitado por ele na equipe. O experiente volante foi indicação do ex-técnico Mano Menezes e chegou a entrar em campo em 16 jogos, dos quais 11 como titular, mas não rendeu o futebol que se esperava.