Bahia dribla a crise, bate o Atlético nos pênaltis e conquista o tricampeonato baiano

Da Redação - por Carlos Humberto
Troféu de campeão baiano (Foto: Felipe Oliveira/ECB)

O Atlético de Alagoinhas deixou escapar a chance de entrar para a história e perdeu o título baiano do ano para o Bahia por 7 a 6, nos pênaltis, na tarde deste sábado 8, no Estádio Roberto Santos. No tempo normal, o duelo terminou empatado em 1 a 1 e consagrou o Esquadrão de Aço com o tricampeonato na vitória nas penalidades.

Após um primeiro tempo sem gols, a bola balançou as redes na segunda etapa. O eterno Magno Alves abriu o placar aos 15 minutos e Daniel empatou aos 25, após consulta ao VAR, levando a decisão para os pênaltis.

A 49ª conquista do Bahia ampliou a supremacia dos times da capital sobre os times do interior. Desde 1905, quando foi realizado o primeiro campeonato estadual, apenas Colo Colo, de Ilhéus, Fluminense e Bahia de Feira de Santana ostentam o título de campeão baiano de futebol.

O jogo

Cobrado pela instabilidade que custou o título da Copa do Nordeste, o técnico Roger Machado não quis facilitar e colocou em campo o time considerado titular, à exceção do atacante Gilberto, machucado.

Nos primeiros 45 minutos, o time tricolor teve a posse de bola, mas repetiu os erros de jogos anteriores, sem conseguir agredir o adversário.

A conversa no vestiário e as mudanças promovidas pelo técnico Roger mudaram a postura do Bahia na segunda etapa e, mesmo saindo atrás no marcador, não se abateu e empatou aos 25, através de Daniel, em lance que o árbitro precisou da ajuda do VAR para confirmar.

Do lado atleticano, com Lucas em lugar do volante Makelelê, cumprindo suspensão, o técnico Agnaldo Liz manteve a equipe que empatou em 0 a 0 no primeiro jogo da decisão e fez um jogo igual, com personalidade. Liderado pelo experiente Magno Alves, o Carcará fez 1 a 0 aos 15 minutos do 2º tempo, chutando de esquerda. Sofreu o empate dez minutos depois, mas poderia ter mudado o curso da partida no apagar das luzes, não fosse a difícil defesa do goleiro Douglas em chute de Vitinho.

Da Redação – Foto: Felipe Oliveira/ECB

FICHA TÉCNICA
Bahia 1 (7×6) 1 Atlético de Alagoinhas
Campeonato Baiano – Decisão

Local: Pituaçu, em Salvador
Data: 8/8/2020 (sábado)
Horário: 16h30
Arbitragem: Marielson Alves Silva (CBF), Elicarlos Franco de Oliveira (CBF) e Jucimar dos Santos Dias (CBF)

Gols: Magno Alves (ATL), aos 15′, Daniel (ECB), aos 25′ do 2º tempo

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Ronaldo (Gregore), Flávio (Daniel) e Rodriguinho (Marco Antônio); Rossi (Claysson), Élber e Fernandão (Saldanha). Técnico: Roger Machado.

Atlético de Alagoinhas:  Fábio Lima; Paulinho (Edson), Mailson, Eduardo e Filipinho; Lucas, Dedeco e Edilson (Alex); Tobinha (Reninha), Russo (Vitinho) e Magno Alves. Técnico: Agnaldo Liz.