Por Jota Jota
Jota Jota

Diante do Santos na tarde deste domingo 1º, o Esporte Clube Bahia tem mais um difícil compromisso pela frente, precisando necessariamente somar pontos, para que evite retornar para a zona de rebaixamento nesta série A do brasileiro, onde já andou passeando. Estará o time da cidade tricolor realizando a última partida do turno, embora ainda tenha que cumprir um jogo adiado, e que será contra o Fortaleza.

Foi um primeiro turno desastroso para o Bahia, onde seu elenco não conseguiu corresponder às expectativas, achou-se Roger Machado como o bode expiatório para as inércias de todo um elenco, que vem muito abaixo do custo-benefício, que o clube precisaria para alcançar voos mais altos. Chega Mano Menezes, diz o que precisa, e o diretoria saiu para as compras, mas estou achando que estas estão sendo feitas a prazo.

O time precisa de reforços imediatos, compras à vista, que cheguem e resolvam o problema da inércia dentro de campo, com a falta de vontade de triunfar, de dobrar os seus adversários, dentro e fora de casa, como sempre fora o Bahia de outros carnavais. O elenco, não tem botado o bloco na rua, como é do feitio do seu torcedor, que na boa, e ou na má fase, está colado, é preciso que uma resposta seja dada, pela diretoria e ou pelos jogadores em campo.

O técnico é experiente, currículo de primeira, comandante nato, mas o time não quer pegar nem no tombo. Então de que adianta o bom motorista? Arrumem a casa, pois o segundo turno já chegou, e agora só faltam 20 jogos, ou joga-se tudo para alcançar pelo menos a Sul americana, ou então lutar bravamente para não cair para a série B, o que será desastroso.

Contra o Santos, que também passou por problemas, mas fora de campo, e que vem fazendo bom certame dentro do possível, o Bahia tem que ser mesmo um SUPER-HOMEN, arrancando forças do além, para somar pontos.

#PRONTOFALEI.