Rossi e Juninho Capixaba fizeram os gols do Tricolor, e Vargas descontou para o Galo

Da Redação - por Carlos Humberto
Bahia x Atlético-MG Copa do Brasil 04082021 Juninho e Rossi – Foto Felipe Oliveira-ECB

O Bahia fez quase tudo certo na noite desta quarta-feira no Joia da Princesa: um primeiro tempo irretocável, voltou a fazer gols, venceu o Atlético Mineiro e encerrou sequência de cinco jogos sem vitórias, mas na hora de tirar um 10, sofreu um gol do Galo no segundo tempo e, pelos critérios do regulamento, perdeu a vaga na sequência da Copa do Brasil.

Na partida de ida, no Mineirão, o Atlético venceu por 2 a 0 e para reverter o resultado, o Bahia precisava de uma vitória com a diferença de três ou mais gols, ou por dois gols para levar a decisão para os pênaltis. No acumulado dos dois jogos, o Galo ficou com a vaga nas quartas de final.

O triunfo do Bahia marcou a quebra de invencibilidade de dez jogos do Atlético Mineiro sob o comando de Cuca.

Os gols

Aos 11 minutos, Rossi girou de fora da área e surpreendeu o goleiro Everson, que falhou no lance, aceitando o primeiro gol do Bahia. Aos 53, o estreante Mugni cruzou na cabeça de Juninho Capixaba, fazendo 2 a 0. O sonho da vaga se expirou aos 17 minutos do segundo tempo, quando Vargas marcou o gol indesejado, que eliminou o Esquadrão.

Segue a tabela

Pelo Brasileiro, o Bahia enfrenta o Cuiabá no próximo sábado, dia 7, na Arena Pantanal, às 21 horas. O Atlético visita o Juventude, no domingo 8, às 16 horas, no Estádio Alfredo Jaconi. Os dois jogos integram a 15ª rodada.

FICHA TÉCNICA
Bahia 2×1 Atlético Mineiro
Copa do Brasil – oitavas de final – jogo de volta
Data: 4 de agosto de 2021 (quarta-feira)
Horário: 21h30
Local: Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana-BA
Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araújo, Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Paulo Ziolli (todos de SP)
Gols: Rossi (BAH), aos 11min e Juninho Capixaba (BAH), aos 53min do 1º tempo. Vargas (ATL), aos 17min do 2º tempo

Bahia: Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Patrick (Lucas Araújo), Mugni (Thonny Anderson) e Daniel; Rossi (Óscar Ruiz), Gilberto e Rodriguinho (Ronaldo). Técnico: Dado Cavalcanti

Atlético: Everson; Mariano (Guga), Réver, Aloneo e Dodô; Jair (Neto), Allan e Tchê Tchê (Vargas); Savarino (Borrero), Hulk e Sasha (Nacho Fernandez). Técnico: Cuca