ASCOM SUDESB – Marcus Carneiro

Com o recente anúncio do edital para contratação da empresa que irá reformar o espaço que sediará o Centro de Treinamento de Boxe e Artes Marciais, em Salvador, e de olho no planejamento do calendário para 2022, a Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe) anuncia a realização de uma etapa do Campeonato Brasileiro da modalidade no estado.

Na manhã desta terça-feira, 28, Vicente Neto, diretor-geral da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia vinculada à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, reuniu-se com o presidente da CBBoxe, Marcos Cândido de Brito, o presidente e o vice-presidente da Federação de Boxe Olímpico e Profissional da Bahia, respectivamente Afonso Carlos e Joílson Santana. Na pauta, foi discutida a possibilidade de reunir os principais atletas do Brasil disputando eventos na Bahia.

“Assim como já acontece com muitas outras federações esportivas, a Sudesb tem uma parceria consolidada com a Federação de Boxe da Bahia. Agora, juntamente com a confederação, estamos pleiteando a realização de competições importantes, como uma etapa do nacional e eventos internacionais”, disse o gestor estadual do esporte, Vicente Neto.

Ainda de acordo com o gestor, a parceria torna-se ainda mais consistente com o investimento de R$ 4,2 milhões que o Governo da Bahia está fazendo para a implementação do Centro de Treinamento de Boxe e Artes Marciais. “O objetivo é garantir as condições adequadas para a prática do esporte e o desenvolvimento dos atletas baianos das modalidades, e também para a realização de eventos”, concluiu.

Vicente também lembra que o Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas, passa, neste momento, por reforma, num investimento de R$3,3 milhões. Após a conclusão, o equipamento irá abrigar as principais competições nacionais e internacionais de várias modalidades esportivas, dentre elas, as artes marciais.

Empolgado com a reunião, o presidente da CBBoxe, Marcos Cândido, entende que é preciso dialogo e força de vontade para grandes eventos acontecerem. “Eu já me senti em casa. A Bahia tem grandes possibilidades de ser uma das sedes que, para mim, será uma realização. O resultado disso é consolidar a Bahia como celeiro de atletas do boxe, como já acontece há alguns anos, e também em um local de competições nacionais e internacionais. Vou fazer todo sforço para isso acontecer”, disse.